30 de abr de 2012

MARCATTI, MESTRE DO QUADRINHO NACIONAL

http://www.facebook.com/hqmarcatti "Hoje fiquei sabendo que, no 24º Prêmio HQMix, serei homenageado como Grande Mestre do quadrinho nacional. Desde já sou imensamente grato por esse inestimável reconhecimento. Mas não posso deixar de transferir essa honra aos principais quadrinistas que influenciaram e continuam inspirando meu trabalho:"

SITE DO MESTRE VETILLO - ROSE ARAUJO - PORTINARI NO MEMORIAL - QUADRINHOS 51

http://vetillo.hd1.com.br/Eduardo_Vetillo/Bem-vindos.html
"Nascido na Capital de São Paulo teve seu primeiro contato com as artes gráficas aos oito anos, quando acompanhado de sua tia visitou o atelier do pintor Paulo do Valle, na Vila Mariana. Mais tarde, já adolescente, cursa a Escola Nobel de Tecnologia, em São Paulo. Logo após a conclusão do curso, viaja para os Estados Unidos, contratado pelo Governo Americano como instrutor da Língua Portuguesa para os voluntários americanos dos Corpos da Paz, criado pelo presidente Kennedy. Nesse período tem contato direto com os trabalhos dos melhores ilustradores americanos, que o influenciará futuramente. De volta ao Brasil, passa a colaborar com os principais editores de estórias em quadrinhos e estúdios de arte. Viaja em seguida para a Europa, onde permanece por dois anos. Nessa ocasião, faz desenhos e charges para jornais de Copenhague e Hamburgo. No seu retorno a São Paulo, volta a colaborar com editores e estúdios de São Paulo. Após três anos de estadia em São Paulo, retorna aos Estados Unidos para cursar a Escola de Artes Visuais de Nova York. Lá permanece por dois anos, adquirindo vários créditos em artes gráficas – paralelamente, ganha uma bolsa do Instituto de Arte de Minneapolis e faz o curso de Técnicas de Ilustração por correspondência. Logo após o fim do curso, estagia por três meses no Push-Pin Studios de Nova York, o estúdio gráfico de vanguarda na época (1971/72). Volta a São Paulo em 1973 e após trabalhar como diretor de arte do Apoio S.A, pertencente ao Grupo da Editora Ática, abre seu estúdio, a Inart Serviços Editoriais Ltda, passando a colaborar constantemente na ilustração de livros didáticos e paradidáticos de editoras do porte da F.T.D., Moderna e Ática e Ciranda Cultural. Colabora também com as editoras Abril e Globo, na área de quadrinhos (Trapalhões, Hanna-Barbera, Chaves, Xuxa entre outros). No começo da década de 90 é contratado pela Novartis, para trabalhar como retratista e caricaturista nos seus stands de convenções médicas. Lançou recentemente um livro sobre as técnicas para se fazer caricaturas e participa periodicamente de feiras de livros."
SEM TIRAS
Rose Araujo www.rosearaujo.com "Comunicado: É com tristeza que informo que a tirinha “Os Amigos da Lis”, presente no Jornal Extra desde seu lançamento em 1998, deixa de ser publicada após 14 anos. A partir de hoje (29 de abril de 2012), o jornal apresenta um novo projeto gráfico e a revista Canal Extra passa a ter um novo perfil editorial. Com isso, fui informada que “Os Amigos da Lis” não estão incluídos nessa nova fase do periódico. Essa tira, fiz como agradecimento aos leitores que acompanharam minha turminha ao longo de mais de 650 domingos. Infelizmente quando informada das mudanças no jornal, não havia mais tempo para uma despedida, ou melhor, um “até logo!”. Mas, o que vale é a intenção. Por isso posto aqui este agradecimento. É claro que fico triste, não apenas por não publicar no jornal, mas por perceber que em diversos veículos da mídia impressa, os quadrinhos têm perdido espaço. Mas... vida que segue! Independente disso continuarei criando as histórias d’Os Amigos da Lis e, enquanto procuro uma nova “casa” para os personagens, postarei as tirinhas no meu blog. Gostaria de aproveitar essa nossa “conversa” para contar que ainda este ano publicarei um livro dos Amigos, com várias tiras publicadas ao longo desses 14 anos e muito material inédito, também. Assim não perderemos o contato. Muito obrigada pela companhia! Um grande abraço, Rose Araujo, Lis, Mel, Tai, Sal, Zil e Rei."
TOQUE DO JOÃO BERGAMO: MAIS 10 DIAS DE PORTINARI NO MEMORIAL EM SAMPA
http://www.memorial.org.br/2012/04/exposicao-guerra-e-pazde-portinari-de-7-de-fevereiro-a-21-de-abril/ "Boa Tarde! Fui ontem ver Guerra e Paz do Potinari em exposição no Memorial da America Latina. Lembrei de você. Você foi? Se não, vá! Além dos painéis monumentais, tem os rascunhos da obra - centena... - os esboços, os estudos, as maquetes. Simplesmente sensacional. Sem contar que é absolutamente emocionante. A Exposição foi prorrogada até o próximo dia 20 de Maio."
MAIS UM MES DE EXPO NA BELAS ARTES SP
http://www.facebook.com/Quadrinhos51 A exposição, realizada em São Paulo, reúne raridades de cartunistas e ilustradores consagrados.

29 de abr de 2012

Zines Batata Sem Umbigo


"Zines de nova e longa data do cartunista e vagabundo Batata, para adquiri-los em versão pdf, basta enviar um e-mail para batatasemumbigo@gmail.com, e para baixa-los, basta acessar:batatasemumbigo.blogspot.com. Caso queiram a versão em papel, tem que ter a sorte de encontrar o autor em algum boteco da cidade...
Novidades quentinhas quase toda semana... depende muito do nível alcoólico do autor..."


Atenciosamente,

Batata.

Revista digital MUNDO HQB está de volta!

(Enviado por Francinildo Sena)


Olá Amigos,
Após uma pausa em sua produção, a revista digital MUNDO HQB está de volta, com sua nona edição já disponível para download gratuito! 

A publicação atravessa uma nova fase e traz agora o retorno da mini-série CAMPO DE BATALHA, escrita por Francinildo Sena e ilustrada pelo carioca Marcelo Salaza.

Esta edição traz também uma matéria sobre os álbuns de figurinhas no Brasil, fala sobre a extinta editora Grafipar e um texto sobre o personagem Audaz, o Demolidor, além de uma rápida biografia do artista bahiano Marcos Franco!

Disponível para baixar no Blog.
www.francinildosena.blogspot.com

28 de abr de 2012

QUADRANTE X, NOVA EDIÇÃO DE QUADRINHOS GAUCHOS

Prévias Quadrante X #12
Revista de Quadrinhos produzida pelo coletivo gaucho Quadrinhos S.A, de Santa Maria http://quadrinhossa.blogspot.com.br/ e tem o mesmo tema da Picles #2: "FIM DO MUNDO"! A Revista foi trazida de Santa Maria (quando Bira Dantas participou do Cartucho - Encontro de Cartunistas Gauchos), reencontrou os cartunistas Eugenio Neves, Bier, Santiago, Wagner Passos, Alisson Afonso e conheceu Byrata, Maucio, Elias, Cado, Jo, Joel Girua', Greice Pozzato, Henrique, Gilmar Fraga e Geraldo Passofundo... Na foto Bicio, Rafael Correa, Felipe Novato, Bira Dantas, Guiga Hollweg e Marcel Ibaldo.
http://www.clicrbs.com.br/dsm/rs/impressa/4,1300,3496491,17996 Alem da Quadrante, Bira presenteou com Xiru (do cartunista Byrata) participantes da AQC (Eliete, Tao, Carlos Migliorin, Alex Silva, Vetillo, Denise Ortega,José Wilson Magalhães, Tomaz Edson, Aparecido, entre outros) e do Encontro de funcionarios do Estudio Ely Barbosa (na primeira foto, Eduardo Vetillo). http://caricasdobira.blogspot.com.br/2011/10/i-encontro-estudio-ely-barbosa.html
PREVIAS Com uma década de atividades quadrinhísticas, Quadrinhos S.A. reuniu um time de artistas disposto a criar a melhor edição possível da principal publicação do grupo. Além dos integrantes do QSA, esta edição da Quadrante X conta com ilustres convidados, dentre eles, Bira Dantas, Bruno Ferreira, Elias Monteiro, Rafael Correa, Elton Keller, Doug Poppe, Tho, entre outros. Quadrante X #12 (a caminho) e Picles#2 (no forno) já demonstram que o fim do mundo é o assunto do momento. Confiram:
A HISTORIA DA QUADRANTE X (Marcel Ibaldo) http://quadrinhossa.blogspot.com.br/2012/03/quadrinhos-sa-uma-decada-escrita.html
"Já faz tempo. Há vários verões lembro de ter ouvido falar dos caras que faziam a revista Quadrante X. Eu integrava outro grupo de quadrinhistas, que na época via com desdém o trabalho na publicação mencionada acima, e eu partilhava dessa opinião. Por quê? Pelos motivos babacas de sempre: "Não tá que nem a Marvel", "Falta ação na revista", "Tá nacional demais", etc. Tempos mais tarde, o outro grupo de quadrinhistas desfeito, e eu em meio a fanzines autorais, e o quadrinhista Rafael Grasel certa vez viu meus desenhos antes da exibição de um filme no Ciclo de Cinema Histórico da UFSM. Sendo assim, em 2007 fui convidado a integrar o Quadrinhos S.A.. A memória logo trouxe a impressão negativa de outrora, mas sei lá por qual razão, o tempo livre favoreceu a visita à Casa de Cultura, que servia e ainda serve de base de operações pros caras. A opinião negativa? Manteve-se. No entanto, algo muito simples possibilitou rever a questão: em cerca de 1 mês e meio que eu freqüentei a sala com as paredes que parecem um sketchbook, o Quadrinhos S.A. organizou duas ações quadrinhísticas (só pra complementar, e mostrar que sou eficiente em lembrar assuntos de relevância questionável pela sociedade, foram a Panfletagem Contra a Aids, e a Exposição de cartuns "Traçando Noel"). Simples, conforme eu disse, porém foi o que resultou minha participação em uma expo de quadrinhos, e meu primeiro trabalho publicado em jornal. Além disso, o mais importante foi a constatação de que se todos os outros quadrinhistas que havia conhecido até então ficavam quarenta anos dizendo que não publicavam nada e não organizavam nenhum evento por falta de apoio, o Quadrinhos S.A. juntaria as moedas dos bolsos dos integrantes se as tentativas pra angariar patrocinadores não surtissem efeito. Minha opinião então mudava no que tange ao grupo iniciado com uma convocação do lendário quadrinhista Byrata, que em 21 de março de 2002 reuniu os desajustados nerds, quadrinhistas, e afins, que tinham o interesse em ver o quadrinhismo além de comprar HQ na banca, ler, e guardar na estante. E de um grupo com número relativamente grande de pessoas, em breve restaria um seleto time de autores que tinham por principal talento artístico a tolerância à incomodação. Logo surgiria o fanzine Quadrante X de número zero, reunindo HQs, charges, e o que mais pudesse preencher as páginas da edição. E não sendo o Quadrinhos S.A. o emprego de ninguém, novas mudanças na formação do coletivo viriam, fosse pra alguém se dedicar mais à família, estudos, trabalho formal, ou simplesmente porque insistir em uma arte tão contestada, e tendo detratores até mesmo entre outros quadrinhistas é algo inglório demais pra muita gente. Ainda assim, por algum motivo que seguidamente discutimos sem nenhuma solução, tornou-se hábito nosso prosseguir com a teimosia de realizar eventos, tornar-se um grupo mais organizado, buscar aprender mais sobre a nona arte para escrever e desenhar melhores histórias, mesmo sem saber se o trabalho que custou as horas destinadas ao convívio com a família, ou aos compromissos, terá aceitação do público. E isso especialmente pois o que há de mais válido na iniciativa deste Núcleo de Quadrinhistas de Santa Maria era o mesmo que eu aprendi a criticar antigamente. Não era igual aos quadrinhos estrangeiros e nem era pra ser, afinal, a diversidade quase caótica da arte dos integrantes, e logicamente das páginas da revista, e que poderia ser a fragilidade de um coletivo, no Quadrinhos S.A. era sua verdadeira força. E se tal objetivo corria o risco de passar a eternidade na condição de um discurso louvável, porém repudiado pelos leitores, tem demonstrado exatamente o contrário, com receptividade e reconhecimento cada vez mais significativo pelo país. Hoje, meu entendimento é que, independente de gostos e interesses pessoais quanto a entretenimento, o próprio lançamento da publicação, resistindo a todo esse tempo e complicações inerentes deveria servir de incentivo a outros autores, que muitas vezes ficam esperando um editor aparecer na porta de casa por ter curtido alguma obra sua nunca publicada em meio impresso ou digital. A jornada por uma identidade plural e sempre mutável de arte sequencial certamente não é a alternativa plenamente comercial que muitos recomendariam. Mas quem liga? Ainda que tenha ganhado novas cores, e tenha feito uma plástica no rosto, a Quadrante X ainda é um fanzine em sua essência, e o Quadrinhos S.A. permanece o grupo de caras que apreciam quadrinhos e se reúnem pra falar disso uma vez de semana, e consequentemente não envelhecer. Então, não se engane pelo fato de que a Núcleo de Quadrinhistas tenha completado uma década de existência na semana passada. Pro Quadrinhos S.A. esses dez anos não representam rugas na cara, ainda que tenham trazido um monte de experiência. Depois de mais de 20 publicações com a arte dos integrantes, estimadas 22 exposições, workshops, etc, produzir quadrinhos continua sendo a mesma diversão de guri, riscando e arriscando novos jeitos de contar os roteiros, se incomodando e rindo disso quando o trabalho estiver pronto, curtindo sempre que um leitor vem elogiar uma história, e sabendo que, se fosse diferente não ia valer a pena."
TATUMAN NO BLOG QUADRINHOS S.A.
"E a Seção Quadrinhos Quaisquer recebe um convidado ilustríssimo! Direto dos confins mais emblemáticos da história dos quadrinhos nacionais, na ativa e sempre incentivando a produção de HQs no país e no planeta Terra, a ilustra da vez é do Bira Dantas, que pra quem não conhece (e eu lamento muito pela existência de quem não o conhece), fica até dificil resumir a trajetória do cara na nona arte. O melhor é conferir a biografia escrita pelo próprio autor, publicada no Site Bigorna.Net Mas é necessário mencionar que esse ativista das Histórias em Quadrinhos foi o desenhista da clássica revista em quadrinhos dos Trapalhões, trabalhou com desenhos animados, publicou (e publica) em inúmero jornais e revistas, teve coletâneas publicadas em revistas com sua produção, é frequentador assíduo com destaque em Salões de Humor com suas extraordinárias caricaturas, integra a Associação dos Quadrinistas e Caricaturistas de São Paulo - AQC, e ainda assim arruma tempo pra fazer participações em outras publicações quadrinhísticas Brasil afora. Abaixo, então, a singela homenagem que ele fez ao universo das publicações do Quadrinhos S.A., dos caóticos personagens do cartunista Bício, aos heróis das páginas da Quadrante X, todos no traço cartunesco inconfundível do artista. Diga-se de passagem, é um baita modo de começar 2012."

26 de abr de 2012

VASQS NO CRONOPIOS, EDSON PELICER, DIEGO JOURDAN, LEROY CARR, HELENO, SIHG, CAMILO TRIANA E MASTROTTI

http://www.cronopios.com.br/site/poesia.asp?id=5384 J. C. B. jcmbrandao@gmail.com
"Aqui está uma amostra do livro “OSTRAS AO VENTO, Humor disposto a nada”, uma coletânea de frases, textos de humor e cartuns . O título em si é um achado, desses que só a melhor poesia pode ter. Ostras ao vento! Não é preciso dizer mais nada. É um livro de humor, mas a poesia é irmã do humor, a poesia se faz com humor. Ostras ao vento é um sintagma pleno de nonsense, que só a poesia pode explicar. Aliás, poesia e humor não se explicam. Você ri ou se extasia com aquele quê especial de um texto – que chamamos de humor ou poesia. O livro “Ostras ao vento” é isso aí. O mais puro humor. Aquele de que você dá um sorriso – mesmo um sorriso interior! – como para uma boa imagem de um poema. Às vezes, dá uma gargalhada. Também um poema às vezes toca mais fundo. Não é à toa que o Vasqs frequenta os saraus de poesia de São Paulo – são dezenas! – e diz suas frases de humor e é ouvido como a um poeta. Não há muita diferença, se há. Os bons poetas foram também, se não humoristas, tocados pelo humor. Eis aqui com vocês Fernando Mendes Vasques, que assim se apresenta: “Nascido em Dois Córregos, SP, Vasqs é redator de humor e cartunista. Iniciou no Diário de Bauru, onde morou 24 anos. Em São Paulo teve suas primeiras publicações nos jornais Ex e Movimento. Escreveu e ilustrou para o Pasquim/São Paulo e foi colunista do Jornal da Tarde, de O Estado de São Paulo. Por 12 anos foi ilustrador do jornal Diário Popular, hoje Diário de São Paulo. Entre outras publicações, colaborou com O Pasquim, O Pasquim-21, Jornal do Brasil e para as revistas Bundas, Revista do Faustão e Mad. Hoje participa dos sites de literatura Overmundo e Canto do Escritor e de charges Chargeonline e Brazilcartoon. Como freelancer, ilustra livros didáticos e infantis e pilota o blog http://ostrasaovento.blogspot.com
OFICINA DE HQ E ZINES COM EDSON PELICER NA GIBITECA HENFIL
Inscrições abertas a partir de 1º/5 http://www.facebook.com/events/408491119162128/ Oficina de HQs e fanzines com: Edson Pelicer (educador, quadrinhista, ilustrador, artista plástico e educador social) Nos meses de maio, junho e julho, Edson Pelicer trará sua experiência no estudo, prática e ensino de histórias em quadrinhos à Gibiteca Henfil. Com aulas práticas e teóricas visando o exercício do desenho, da redação e da arte sequencial, os encontros oferecerão também recursos que possibilitem a fusão das HQs com outras formas de expressão artística, como música, poesia, haicai, entre outras, estabelecendo relações com animação e cinema. Desse processo resultará a confecção e publicação de um fanzine em comemoração aos 30 anos do CCSP, cuja produção privilegiará o processo de criação artística e autoral de tiras, caricaturas, charges, ilustrações, histórias em quadrinhos, capas, prefácios, posfácios e editoriais. (20 vagas) - Público: interessados em geral a partir de 10 anos - inscrições: de 1º a 16/5, comparecer à Gibiteca Henfil (de terça a sexta, das 10h às 19h30; sábados, domingos e feriado, das 10h às 17h30) com um desenho autoral contendo nome, e-mail e telefone para contato - seleção: caso o número de inscritos exceda o número de vagas, serão consideradas como critérios de seleção a ordem de inscrição e a avaliação do desenho. A lista dos selecionados será divulgada nesta página a partir do dia 17/5 - período da oficina: de 19/5 a 7/7, sábados, das 10h às 13h - Gibiteca Henfil Aviso: O participante deverá trazer lápis HB, borracha branca, bloco de papel sulfite A4, régua e canetas pretas.
CARTUNS EROTICOS DO CHILENO DIEGO JOURDAN
Entrevista na revista erotica chilena "Cariñomalo"! http://vimeo.com/40867217 A edição impressa se distribui gratuitamente em Santiago e pode ser baixada pelo site: http://www.cariñomalo.cl/
LEROY CARR – O BLUES TRÁGICO (Denilson Reis) Arte: Marcel de Souza http://blueseriazine.blogspot.com.br/
"Muito antes de James Dean e Marilyn Monroe, a autodestruição já dava bom ‘marketing’. Vejam o que a imprensa especializada fez com um bluesman lendário: O que tornou Leroy Carr um dos melhores cantores de blues de todos os tempos também o matou. Dizem que para cantar o blues é preciso vivê-los. Leroy Carr fez as duas coisas. Morreu em 1935, pouco antes de completar 30 anos. O problema é que Leroy sofria o pior tipo de blues: bebeu até morrer.”
GENIALIDADE E DESESPERO (Sergio Domingues) http://pilulas-diarias.blogspot.com.br/2012/04/genialidade-e-desespero.html "Os filmes sobre Heleno e Raul Seixas mostram a convivência entre talento e tormento. Segundo Sartre, “a genialidade não é um dom, é a saída que se inventa em casos desesperados”. Estariam todos os gênios condenados a isso?"
SALÃO DE HUMOR DE PERNAMBUCO DE VOLTA http://sihg.com.br/
1º Salão Internacional de Humor Gráfico - Pernambuco - Brasil Inscrições até 01 de Setembro. (Jal) "O Salão de Pernambuco voltando após alguns anos. Para se comemorar. O Samuca, cartunista de lá é quem está organizando. Pernambuco fez um dos melhores salões em anos anteriores. Ganhou até o Troféu HQMIX."
CABO SAVINO NO LIVRO TRIBUTO "DUENDES" DE ARGENTINA O colombiano Camilo Triana faz parte do livro argentino "LA DUENDES - CABO SAVINO POR SIEMPRE". http://laduendes.blogspot.com
Durante 2 semanas foram publicados tributos no Blog de Quadrinhos Patagonicos, com os mais variados estilos: http://historietapatagonica.blogspot.com Em La Duendes Historieta Patagónica, Camilo Triana, El Toto, Luciano Ferreyra e mais 40 artistas.
NOVO BLOG DO MASTROTTI
http://cinzentas.blogspot.com.br/ É sempre um prazer participar dos projetos da Editora Virgo, de Mario Dimov Mastrotti. A energia que rola entre os participantes é realmente muito boa. Joga a HQ nacional pro alto e juntos, nos jogamos também. Jovens talentos e velhos de estrada saboreando novos ares. Não bastassem todos os agitos que o velho amigo da AQC promove (Encontros de Cartunistas no ABC, Dia do Quadrinho Nacional em Santo Andre, dezenas de Oficinas e Palestras sobre HQ, livros e revistas com Cartuns), ele nos brinda agora com um novo Blog de desenhos, todos a lapis, sem arte-final, cinzentos como nuvens carregadas de chuva... Vale a pena conferir e lembrar de trabalhos estilo Ficção-Cientifica que influenciaram tanto a carreira deste fantastico criador de Cubinho e ilustrador do Anglo nos anos 1980. "O ser humano em sua infinita dúvida não vive nem a treva total, nem a luz estelar de primeira grandeza.Ele permeia um cinza em variações esperançosas ou míopes. Perceba antes que seja tarde..." Para saber mais sobre o Mastrotti: http://www.cartunistamastrotti.com.br/ Mario Dimov Mastrotti, natural de São Caetano do Sul – SP, iniciou-se em 1975 no Diário do Grande ABC com as tiras do “Cubinho”, personagem que também fora publicado no Jornal de Brasília e Gazeta de Vitória. Entre 1976 e 1999 publicou para mais de 30 jornais como Diário Popular e Folha de Londrina. Para as editoras produziu “Pluft”(ECAB), “Moranguinho” (Abril), “Guerreiros de Órion” (Press) e “Tripanossoma” para o fanzine Hiperespaço. Produziu várias cartilhas com a linguagem dos quadrinhos para empresas como Pirelli Cabos, Lever, Fag, TRW, Rolls-Royce entre outras. Entre 2000 e 2007, organizou os livros: Humor Brasil 500 Anos, 2001 Uma Odisséia no Humor, Humor pela Paz e a Falta que ela faz, Fome de Ver Estrelas, Tiras de Letra, Tiras de Letra Outra Vez, Internet@Humor, Tiras de Letra Muito Mais, Tiras de Letra Pra Valer! e Isto é um Absurdo. Publicou na Revista Bundas (Ziraldo), Front (Kipper), Pasquim 21 (Ziraldo) Revista Kairos Genéricos, Revista Endocrinologia, e preside desde 2005 o Salão de Humor Internacional de Paraguaçu Paulista. Atualmente publica no Jornal Paulistano, Revistas Casual e Nosso Papel.

25 de abr de 2012

Palestra de Fabio Civitelli no MAB Invicta 2012

http://texwillerblog.com/wordpress/?p=36907 BLOG DO TEX Por José Carlos Francisco (texto e fotos), organização do MAB Invicta (realização do vídeo) e Rodrigo Bratz (edição do vídeo). "No decurso do segundo, e último, fim de semana do MAB Invicta – Festival Internacional de Multimédia, Artes e BD, no Porto, decorreu uma palestra de Fabio Civitelli, palestra essa inclusive com sessão de perguntas e respostas, que não estava prevista no programa do evento, mas perante a grande afluência de fãs e coleccionadores de Tex e a disponibilidade do auditório da Faculdade de Belas Artes, a organização liderada por Manuel Espírito Santo resolveu, e em boa hora, então levar a cabo a dita palestra com o consagrado autor italiano de Tex. A palestra foi moderada pelo próprio Manuel Espírito Santo e para além de Fabio Civitelli, contou ainda com a presença de José Carlos Francisco nas vestes de tradutor, se bem que devido ao facto de Civitelli se expressar num muito bom português na maior parte da conversa, não foi necessário haver tradução. A palestra foi muito rica, em conhecimento, vivência e muita experiência texiana, inclusive para os presentes que participaram com perguntas e depoimentos e vários foram os assuntos abordados, desde o facto de ter sido a quinta presença de Fabio Civitelli num evento português, passando pelo Tex Gigante de sua autoria e que será publicado em Itália neste Verão e cujas páginas foram expostas no MAB Invicta em antestreia, num rigoroso exclusivo mundial, não esquecendo também da actual história em produção e que será publicada, a cores, em 2013 ou 2014, para além de ter sido abordada também o recente falecimento de Sergio Bonelli e da sua importância na banda desenhada italiana, assim como do futuro (risonho) da editora italiana e até um eventual novo casamento de Tex ou uma sua passagem pelo Brasil ou… Portugal. Durante a palestra foi também dado o anúncio em primeiríssima mão de que o Tex Edição Especial Colorida #1, a lançar em breve pela Mythos Editora, no Brasil, terá formato italiano, sendo também abordada a possibilidade da revista Tex ser publicada em Portugal por uma editora portuguesa, atendendo ao facto do próprio Civitelli constatar que Tex tem em Portugal muitos leitores apaixonados pelo Ranger."

CHOI NA BOLIVIA

Primeiras fotos. http://www.facebook.com/truerain751 "Arriving here, La Paz, Bolivia, Last friday, i took a full rest with a high altitude sickness about 3 days and it's time to play again And finally this evening, i can meet such a nice artists in La Paz ha ha :) Getting excited now... La Paz is beautiful especially in architect from now on, whenever i think of 'B'olivia it reminds me of 'B'eauty"
C+C CENTRO DE QUADRINHOS EM LA PAZ "23rd of April - Centro del Comic C+C Espacio, La Paz, Bolivia. My friends in Brasil, Uruguay, Argentina and Chile, if you want to know more about C+C, just let me know, I will introudce director of C+C :)" http://comicbolivia.blogspot.com.br
CALICOMIX 2012 - "CARICATURAS 1 AL 5 DE MAYO" http://www.calicomix.com Fundação sem fins lucrativos, com sede em Cali, Colombia. Apoia e divulga caricaturas, ilustrações, historietas, animação e artes visuais.
CHOI E CARTUNISTAS BOLIVIANOS Encontro com Juan Acevedo, Suzana e outros cartunistas e historietistas bolivianos.
CHOI COM ANDRES LOPES ANTELO
CAFE ESPACIAL NA BOLIVIA
A VI Semana del Comic (evento realizado na cidade de Santa Cruz de La Sierra, Bolívia) contou, em 2010, com a Café Espacial, representada pelos editores Sergio Chaves e Lídia Basoli. http://cafeespacial.wordpress.com