31 de jan de 2012

Acervo digital de grandes mestres do Quadrinho-BR

(texto enviado por Wagner Moloch)

Saudações

Em contato direto com os artistas, ou no caso dos já falecidos com seus familiares, criei os seguintes espaços para auxiliar na manutenção do nome destes grandes, que merecem maior respeito e vitrine neste mercado que volta a crescer no Brasil. Minha intenção não é ser oportunista e muito menos me aproveitar dos respectivos nomes, mas sim um trabalho de respeito, tendo em vista que não existe um local onde se centralize suas obras. Parte do acervo pessoal de alguns foram perdidos, sim, os originais! A memória cultural se esvai, portanto precisamos fazer alguma coisa para auxiliá-los.

Watson Portela
http://www.watsonportelaoficial.blogspot.com/

Ely Barbosa
http://www.elybarbosaoficial.blogspot.com/

José Lanzellotti
http://www.jussaralanzellotti.blogspot.com/

Flavio Colin
http://www.flaviocolinoficial.blogspot.com/

Em breve novos estarão surgindo, converso com os familiares de outros artistas.

Gostaria de pedir a todos, que se fosse possível me enviar cópias de originais que possuírem, para eu adicionar a estes espaços e criar um grande acervo digital sobre nosso nobres batalhadores, textos exclusivos também serão bem vindos, os nomes dos proprietários serão divulgados ok?

Grato desde já, e tenho certeza que eles também agradecem !

Wagner Moloch

30 de jan de 2012

DIA DO QUADRINHO NACIONAL NA GLOBO NEWS

http://g1.globo.com/videos/globo-news/estudio-i/t/todos-os-videos/v/nesta-segunda-feira-30-e-comemorado-o-dia-do-quadrinho-nacional/1790491/
(Cida Candido, assessora de imprensa):
"Jal mostra As Aventuras de Nho Quim e fala sobre o Prêmio Ângelo Agostini (proximo sabado) na GloboNews. Alem do material do Ângelo Agostini ele mostrou outras publicações antigas, como O Tico-tico para exemplificar o Dia do Quadrinho Nacional.
E, no final, Andre Dahmer cartuniza o assunto."

I SEMINÁRIO DE PESQUISADORES EM ARTE SEQUENCIAL EM LEOPOLDINA/MG

Quando: 31 de março de 2012
Onde: CEFET - Leopoldina
Endereço: Rua José Peres, 558 – Centro, Leopoldina – MG
Proposta: O I Fórum Nacional de pesquisadores em Arte Sequencial se propõe a ser espaço aberto para trocas e discussão sobre pesquisas envolvendo a arte sequencial, analisar tendência e possibilidades de interface entre pesquisadores de todo o Brasil. Trata-se de um evento de alcance e divulgação nacional, embora também esteja aberto à participação da comunidade local.
Público-alvo: pesquisadores em arte sequencial (histórias em quadrinhos, cinema, animação e cultura pop em geral), estudantes (doutorandos, mestrandos, graduandos), profissionais da área e interessados em geral.
Formato: conferências e grupos de trabalho (GTs), com apresentação de trabalhos orais.
Formas de participação: comunicação oral e ouvinte.

Façam divulgação nas redes sociais,
grupos, escolas e universidades, enfim, a todos que se
interessem por quadrinhos, cinema e afins.
Mais informações no site:
http://iforumnacionalartesequencial.wordpress.com/
Um abraço a todos!
Prof. Natania Nogueira
natania.nogueira2010@gmail.com
http://www.gibitecacom.blogspot.com
http://www.historiadoensino.blogspot.com

CHEGOU O DIA DO QUADRINHO NACIONAL

DEBATE E EXPO DO MESTRE SHIMA NA IMPACTO QUADRINHOS NO RIO

http://impacto-quadrinhos.blogspot.com/2012/01/rio-de-janeiro-tem-evento-pelo-dia-do.html
Segunda (30 de janeiro)
Das 18h00 as 20h30
(Vagas limitadas)
F. (21) 2471.9547
R. General Polidoro, 10 - Botafogo
"Gostaríamos de convida-los para um bate-papo sobre quadrinhos com diretores de estúdios, roteiristas e artistas de quadrinhos publicados. O Bate-papo acontecerá na sede carioca da ESCOLA/ESTÚDIO DE QUADRINHOS . Entrada franca. No local, uma pequena exposição em homenagem ao mestre do quadrinho nacional JULIO SHIMAMOTO, material inédito do lendário artista.
ORIGEM DA COMEMORAÇÃO:
Dia 30 de janeiro de 1869 foi publicada aquela que é considerada a primeira história em quadrinhos do Brasil. Uma história seriada com personagem fixo, o Nhô Quim, criação do ítalo-brasileiro Ângelo Agostini.
A data celebra a produção nacional e a união dos artistas num mercado promissor que tem cada vez mais somado forças às novas mídias promovendo a valorização da nossa cultura e do potencial criativo dos artistas brasileiros. Temos alunos e ex-alunos atuantes nos maiores estúdios de quadrinhos do Brasil e todos com seus projetos pessoais visando a evolução do mercado nacional. Dia 30 de janeiro de 2012, será o dia. Nossa missão é desenvolver os quadrinhos no Brasil.
No Blog, mais uma pequena amostra do que é a arte do Mestre Shima, nosso homenageado. Esta exposição é muito importante para escola Carioca, pois apresenta aos quadrinistas desta nova geração que os Quadrinhos no Rio não começaram agora. Vale ressaltar o potencial e o respeito ao talento Brasileiro, Shima é muito importante para os Quadrinhos do Brasil, e mora na Cidade Maravilhosa."

MATERIA NO DIARIO CATARINENSE

Segunda-feira, dia 30 de janeiro, é Dia dos Quadrinhos Nacionais
(Por Roberta Avila)
Mauricio de Sousa e Bira Dantas falam sobre o mercado de quadrinhos e apresentam novos quadrinistas...
http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/variedades/noticia/2012/01/segunda-feira-dia-30-de-janeiro-e-dia-dos-quadrinhos-nacionais-3647352.html
"O que a Mônica, o Pato Donald e o Superman têm em comum? Os três viveram suas primeiras aventuras nas páginas de histórias em quadrinhos. Buscando valorizar os quadrinhos brasileiros, a Associação dos Cartunistas de São Paulo (AQC) criou o Dia dos Quadrinhos Nacionais, que é comemorado no dia 30 de janeiro. A data foi escolhida para homenagear a primeira revista em quadrinhos já publicada no Brasil, chamada “As Aventuras de Nhô Quim”, de 1869, desenhada por Ângelo Agostini.
Para Bira Dantas, quadrinista de 48 anos e membro da AQC, Agostini foi o criador dos quadrinhos no Brasil. Ele foi o desbravador. Em São Paulo e no Rio de Janeiro Agostini lançou e colaborou com inúmeras publicações como Diabo Coxo, O Cabrião, Revista Illustrada, Vida Fluminense, O Mosquito e O Tico-Tico. Criou Quadrinhos que encantaram varias gerações. Apesar de não ter sido o primeiro a fazer Quadrinhos no mundo (anos antes, Wilhelm Busch publicou Max e Moritz na Alemanha), Agostini criou centenas de páginas onde cenas da vida real misturavam-se a loucuras surreais.
Com essa mistura do real e do fantástico, Bira acredita que Agostini fez a cabeça dos cartunistas que viriam depois, passando por Mauricio de Sousa, Ziraldo, Henfil e até por ele mesmo.
Quando se fala nos quadrinhos nacionais, a Turma da Mônica é o grande destaque. Há 50 anos, a turminha da garota dentuça e mandona que não larga seu coelho de pelúcia, encanta gerações. Mauricio de Sousa, pai da turminha, já ouviu em todos os cantos do país a mesma afirmação:
— "Aprendi a ler com a Turma da Mônica" virou um mantra. Já ouvi isso de pessoas de todos os cantos do país — diz Mauricio.
Turma da Mônica, de Maurício de Sousa, diverte a criançada há 50 anos
Ele considera que, mantendo a produção dos historinhas por mais de meio século, fez com que a história dos quadrinhos brasileiros permanecesse viva.
— Mantivemos a história em quadrinhos atuante e atraente. Foi bom para nossos estúdios e também para novos artistas, que sentem que tudo é possível — analisa Mauricio.
Além disso, ele acredita que ajudou a manter o hábito da leitura dos quadrinhos.

Mercado Aquecido
Enquanto há quem insista em dizer que as novas tecnologias um dia destruirão formas de arte como os quadrinhos e o teatro, vender histórias em quadrinhos é um negócio cada vez melhor no Brasil. Bira encontrou espaço para seu trabalho nas páginas de jornais como a Folha da Tarde (SP), o Diário do Povo (Campinas) e atualmente desenha para o Correio Popular.
Mas o espaço para os quadrinistas cresceu muito nas últimas décadas, seja fazendo a adaptação de livros clássicos, seja fazendo versões dos novos sucessos de venda do mercado editorial, como a Saga Crepúsculo e Harry Potter, ou mesmo nas graphic novels, grandes histórias em quadrinhos, em formato de livro, que vendem cada vez mais no mundo todo.
Bira que começou sua carreira como desenhista dos gibis "Os Trapalhões", na década de 80, trabalhou na adaptação de Memórias de um Sargento de Mílicias, Dom Quixote e O Ateneu. Em 2011, ele foi até a Coreia do Sul representar o Brasil no Bucheon Festival Internacional de Quadrinhos, participando da tendência dos profissionais brasileiros da área serem cada vez mais respeitados e requisitados no exterior.
Eles são muitos, como brasileiro Eduardo Ferigato, por exemplo, que é o responsável atualmente pelos desenhos de "O Fantasma", tirinha clássica, criada em 1936 nos Estados Unidos. Rafael Grampá é outro brasileiro que se deu bem desenhando "Hellblazer", para a DC Comics, assim como o também Márcio Takara, que foi a fera responsável por adaptar "Os Incríveis", do desenho da Pixar, para as tirinhas.


Não é à toa que Mauricio de Sousa fala com orgulho dos quadrinistas brasileiros.
— Vejo brasileiros criando e desenhando melhor do que os melhores do mundo. Começando pelo Mike Deodato, passando pelos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá e desaguando na penca de super-artistas que colaboraram nos nossos álbuns — analisa Mauricio.
Mesmo assim, Bira acredita que ainda falta espaço para os brasileiros mostrarem seu trabalho.
— Quadrinhos sempre estiveram ligados aos jornais. Muitos personagens (inclusive de Mauricio de Sousa) foram publicados primeiro nos jornais e depois de fazerem sucesso, apareceram nas bancas em formato de gibis. Salvo alguns casos, a maioria dos jornais foi cortando as tiras em Quadrinhos ou acabaram optando por publicar tiras internacionais. Isso fecha muitas portas e acaba deixando de fora as produções regionais de Quadrinhos.
Para fugir dessa limitação, os quadrinistas criam grupos como o "Quarto Mundo", que produz e distribui edições independentes no Brasil inteiro.
— A internet tem sido um belo campo de produção e divulgação de Quadrinhos no Brasil, infelizmente ainda não remunerado, salvo no caso de experiências como a Quadrinhopole de Curitiba, que disponibiliza Quadrinhos pagos pela web — cita Bira.
Os catarinenses também buscaram seu espaço e criaram uma revista coletiva, a Catacomics, atualmente na segunda edição."

ART3XPRESION (FOTOLOG DO CHILE) HOMENAGEIA AGOSTINI
http://www.fotolog.com.br/art3_xpresion/81867675

Diseñador italiano que estableció su carrera en Brasil. Uno de los primeros dibujantes de Brasil, fue el artista gráfico más importante del Segundo Imperio. Su carrera comenzó en la lucha contra la Guerra de Paraguay (1864) y se prolongó durante más de cuarenta años. En su obra posterior, fue testigo de la caída del Imperio y la consolidación de la República.
En 1864 inició una carrera como dibujante, cuando fundó el Diablo Cojo, el primer periódico ilustrado publicado en Sao Paulo, y que había textos abolicionistas por el poeta Luis Gama. Esta revista, a pesar de haber obtenido repercusión, tuvo corta duración, que se cerró en 1865. El artista ha lanzado al año siguiente (1866) Cabrião, cuya sede llegó a ser destruida por sus constantes ataques a el clero y elite.
El artista se trasladó a Río de Janeiro, donde continuó desarrollando una intensa actividad para la abolición de la esclavitud, actuó en varias representaciones satíricas de D. Pedro II.
Colaboró ​​con los dos con textos y dibujos, con las publicaciones Mosquito y Vida Fluminense. Ha publicado en 30 de enero de 1869, Nho Quim (Impresiones de un viaje a la Corte), primera BD de Brasil y una de las más antiguas del mundo.
http://aqcsp.blogspot.com/
Su nombre fue la inspiración a Premio concedido anualmente por la Asociación de Historietistas y Caricaturistas de Sao Paulo a los mejores en BD y Cartoon del Brasil.

IN ENGLISH
http://en.wikipedia.org/wiki/Angelo_Agostini

DIA DO QUADRINHO BRASILEIRO TAMBEM NO JAPÃO
(Marcos Oiwa, Nagoya)

"Saudoso, Worney... Hoje, eu aqui, fora do Brasil, dirigindo meu carrinho, e ouvindo a rádio Jovem Pan pelo iPhone, transmissão via internet. Ouço o locutor do noticiário dizer:
- Hoje é dia do quadrinho nacional!
Fiquei rindo sozinho no volante.
Comprei uma mesa digitalizadora da Wacom: o INTUOS4 LARGE, aqui no Japão. Será a minha primeira experiência com esse tipo de ferramenta, pois, 2 décadas atrás, quando ainda desenhava, era tudo na base do papel, tinta nanquim, caneta Rotring etc. (Saudades!...)"

28 de jan de 2012

10º Encontro de Cartunistas do ABC e São Paulo


O 10º Encontro de Cartunistas do ABC e São Paulo comemora o Dia do Quadrinho Nacional. O evento acontece dia 29 de janeiro de 2012, a partir das 16 horas, no Salão de Festas do Fran`S Café (Av. Portugal, 1126, Bairro Bela Vista em Santo André).

As atividades deste encontro contam com:

1 Presença de cartunistas,caricaturistas, quadrinhistas, tiristas, ilustradores e artistas gráficos da região e de S. Paulo.

2 Exposição relâmpago de caricaturas de Ângelo Agostini, patrono do Quadrinho Nacional, produzida pelos cartunistas participantes.

3 Festival do vinil com audição de raridades. Traga o seu vinil.

4 Livros de Humor gráfico da Editora Virgo com autógrafo dos autores.

5 Presença de fanzineiros, escritores, animadores, colecionadores de vinil e memorabilia. Traga sua publicação.

Organização: Cartunista Mastrotti (11-70324902)


Veja o vídeo de eventos anteriores:

27 de jan de 2012

CATACOMICS: 1ª HQ Colaborativa de Santa Catarina


Criador: Alex Guenther
Autor: Ricardo Manhaes, Alex Guenther, Chicolam, Aldo Maes, Jean Errado, José Mathias, Dimitre Martins e Juliano Frena
Formato: 17x26cm (fechado) - 36 pgs
Impresso em papel couchê 115g – P&B

Pela primeira vez no Estado de Santa Catarina, forma-se um coletivo de artistas para a produção de uma revista em quadrinhos. O projeto “ CataComics, quadrinhos independentes”, visa a divulgação e projeção do trabalho de ilustradores catarinenses, ou radicados no Estado assim como a difusão desta arte em nível nacional.Também objetiva, criar uma plataforma de interação entre os artistas do Estado, desenvolvendo um circulo criativo dentro deste gênero artístico. A primeira edição conta com a participação de oito artistas em oito contos de quatro páginas. Abrange vários estilos de traço (cartoon, realista...) e estilos literários (comédia, romance, ação, suspense...)

Preço: R$ 5,00

Catacomics na COMIX (SP):
http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=14809
Livrarias Curitiba (PR) e Livrarias Catarinense (SC):
http://www.livrariascuritiba.com.br/catacomicsautcatarinense,product,LV297217,3397.aspx
Mais informações em:
http://catacomics.blogspot.com
D´Imitre Camargo Martins
dimiarts@yahoo.com.br

JAYME CORTEZ NO 28º PRÊMIO ÂNGELO AGOSTINI NO CERVANTES

http://universohq.com/quadrinhos/2012/n27012012_01.cfm
(Por Marcus Ramone)
No próximo dia 4 de fevereiro, a partir das 14h, no Espaço Cultural Instituto Cervantes (Av. Paulista, 2439, São Paulo/SP), durante a cerimônia de entrega do 28º Prêmio Angelo Agostini, acontecerá o lançamento oficial do livro A técnica do desenho, produzido por Jayme Cortez (1926 - 1987) e publicado pela editora Criativo.
O livro traz dicas e detalhes sobre como desenhar, desde os esboços até a arte-final, incluindo elementos como cabeças, anatomias masculina e feminina e ainda estudo de narrativas e movimentos, proporção, natureza, vestuário, objetos variados e até desenho infantil clássico.
Completando a obra, textos sobre a vida e a obra de Cortez, assinados por José Márcio Nicolosi, Franco de Rosa e Worney A. de Souza.
A técnica do desenho tem 96 páginas
R$ 29,90

Convidamos a todos para prestigiarem o evento e o lançamento do livro.
E não deixem de visitar o blog.
http://www.jaymecortez.blogspot.com

Bira Dantas:
"O livro A Técnica do Desenho marcou minha vida para sempre. Foi o estopim de um aprendizado que reverbera ate' os dias de hoje, Cortez juntou uma turma de Mestres para detalharem seus estudos de anatomia, perspectiva, esboço, luz e sombra, estilização, criação de personagens e estudo de roteiro de Quadrinhos. Eu recebi esta "biblia" do desenho das mãos do proprio autor em 1977, quando o conheci no estudio de Mauricio de Souza. Dentro do onibus, fui sorvendo cada imagem, cada explicação. Meus olhos não acreditavam naquele mundo maravilhoso que não estava nas bancas de jornal. Exceto por Mauricio de Souza, a maioria havia migrado para a Publicidade ou para o exterior. Era o fim dos anos 70. A ditadura ainda batia dura no lombo daqueles que lutavam por um Brasil democratico, com eleições diretas e liberdade de expressão. Em 1960, o movimento de Quadrinhos Sulista, que levou Shimamoto a se mudar para la' (onde conheceu Flavio Colin, entre outros) acabara. A lei do Quadrinho nacional promulgada pelo então presidente Janio Quadros reverberara no governo Brizola. O Golpe Militar acabou com tudo. Shimamoto foi perseguido e preso. Em 1978 Claudio Seto passou a fazer parte da Editora Grafipar de Curitiba. Trouxe de volta sua personagem Maria Erótica que era publicada pela Edrel. Trouxe tambem Shimamoto, Franco de Rosa, Bonini, Watson Portela, entre outros.
http://grafipar.blogspot.com/
Nesta mesma epoca, Cortez em sua enorme generosidade, eternizou a arte de varios destes amigos atraves deste livro. Muitos desses Mestres não aparecem nem na internet, hoje em dia.
Se voce não tem esta preciosidade, venha ao Instituto Cervantes no dia 04 de fevereiro e adquira o seu.
E' uma obra obrigatoria em qualquer estante de desenhista ou leitor de Quadrinhos.
Postei no site Bigorna as caricaturas de todos os desenhistas do livro: Orlando Pizzi, Jorge Scudelari, José Lanzelotti (que vi de relance, um dia de 1979, no estúdio do Ely Barbosa), Gutenberg, Sérgio Lima (tive a honra de conhecer este espetacular desenhista de Humor, Terror e Romance, que desenhou a Maga Patalógica na Abril e os Trapalhões pro Ely), Lyrio Aragão, Manoel Ferreira, Messias de Melo, Luiz Saydenberg, entre outros.
http://www.bigorna.net/index.php?secao=birazine&id=1237823783

25 de jan de 2012

DIA DO QUADRINHO EM TODO O BRASIL

- Rio Grande (RS)

http://www.nerdhead.com.br/evento/gauchos-sediam-o-3o-encontro-do-quadrinho-nacional
4 EQN (Encontro do Quadrinho nacional)!
31 de janeiro, às 19 horas, no Ponto de Cultura ArtEstação
Balneário Cassino, Rio Grande / RS.
http://editoraemt.blogspot.com/2012/01/4-eqn-encontro-do-quadrinho-nacional-rs.html
Está programado para este dia, uma mesa redonda com os quadrinhistas independentes da região, onde se debaterá a respeito do atual cenários das HQBs, além das projeções para o futuro.
Como aconteceu nas edições anteriores evento é aberto não só aos quadrinhistas, mas também para os leitores.
Estão todos convidados.
Organização do evento: Lorde Lobo e Law Tissot.
Apoio Ponto de Cultura ArtEstação.


Do Oiapoque ao Chui estão acontecendo encontros, exposições, debates e festejos em comemoração a esse dia especial.
(Se sua cidade não aparece nesta lista, envie a informação para biradantas@globo.com)
Ângelo Agostini foi quem criou a primeira história em quadrinhos, em seqüência e com um personagem fixo, no Brasil, que começou a ser publicada em 30 de janeiro de 1869. O nome dessa HQ era "As Aventuras de Nhô Quim ou Impressões de Uma Viagem à Corte", que duraria nove capítulos pelo traço de Agostini.
Existem interpretações e registros anteriores ao dia 30 de janeiro de 1869 (até HQ's do próprio Agostini, veiculadas no pasquim "Diabo Coxo", em 1865), mas o personagem Nhô Quim é muito significativo para a arte desenhada no Brasil, assim como Ângelo Agostini. Além de seu papel destacado como republicano, anti-clerical e abolicionista, Agostini delimitou fronteiras, criou estilo, influenciou e tornou a caricatura, a sátira política e os quadrinhos parte de nossa nascente imprensa. Agostini, foi, inclusive, um dos fundadores da mais importante revista infantil brasileira, a popular "O Tico Tico".
O evento foi criado pela AQC em 1984, como O DIA DO QUADRINHO NACIONAL, para marcar a publicação do primeiro capítulo de “Nhô Quim” e homenagear os melhores artistas do ano anterior e destacar os mestres do quadrinho nacional.

- Belo Horizonte (MG)

Em nossa sétima edição faremos uma comemoração on-line.
Conversaremos com quadrinistas mineiros em uma transmissão ao vivo.
Continue conectado conosco! Dia 30 de janeiro a partir das 19 horas aqui no
http://www.Quadrinho.com

- Fortaleza (CE)

Evento comemora a diversidade dos nossos artistas e homenageará cinco quadrinistas brasileiros.
O Fórum de Quadrinhos do Ceará promoverá no próximo dia 28 de janeiro, na Gibiteca de Fortaleza, mais uma edição do Dia do Quadrinho Nacional – DQN, que celebra a cultura brasileira representada nos quadrinhos de nossos artistas.
Os leitores e participantes do Fórum realizaram uma votação que selecionou cinco artistas clássicos do quadrinho brasileiro. Os mais votados foram, nessa ordem, Flávio Colin, Maurício de Sousa, Júlio Shimamoto, Watson Portela e Ziraldo. O evento apresentará uma exposição com os trabalhos dessas cinco referências da nona arte brazuca.
Além disso, haverá apresentação de animações e documentários, oficina de diagramação e narrativa visual, seções de autógrafos, lançamentos de novos títulos e muito mais. Visite o site do Fórum de Quadrinhos do Ceará para obter todos os detalhes e, se tiver a oportunidade, não deixe de comparecer!
Dia do Quadrinho Nacional – DQN
dia 28 de janeiro, a partir das 8 horas
Gibiteca de Fortaleza (Av. Da Universidade, 2572, Benfica)
Entrada franca

- Campinas (SP)

RAC
http://www.rac.com.br/entretenimento/variedades/114928/2012/01/27/exposicao-antecipa-comemoracoes-do-dia-do-quadrinhos.html
(Paulo Campos)
"Antecipando o Dia do Quadrinho Nacional, que será comemorado na segunda-feira (30), a Escola de Desenho Pandora começa neste sábado (28) a exposição “Desbravadores'.
“O Dia Nacional do Quadrinho é uma homenagem a Angelo Agostini, pioneiro das HQs que publicou a primeira história em quadrinhos brasileira em 30 de janeiro de 1869. Por essa razão, a ideia da exposição é homenagear outros desbravadores da área, reunindo artistas de Campinas e de todo o país”, diz Mário Cau, um dos curadores da mostra e ele mesmo um quadrinista expositor (entre outros trabalhos, o autor de Pieces foi um dos convidados de MSP+50, de Maurício de Sousa).
São mais de 40 artistas de todo país terão suas obras expostas, entre eles Dalcio Machado, Bira Dantas, Estevão Ribeiro e DJota Carvalho.
O chargista do Correio Popular, Dalcio Machado, terá exposta a caricatura de Chico Buarque que venceu o Salão de Piracicaba em 1999 e iniciou um novo estilo de fazer caricaturas no País, com mais atenção à textura e detalhes da pele dos caricaturados. Além disso, o autor que teve sua primeira charge publicada em jornal aos 16 anos foi um dos primeiros brasileiros a desbravar – e vencer – um grande número de salões internacionais.
Já DJota Carvalho trouxe os quadrinhos regionais de volta para as páginas do Correio Popular em 2011 e, após sete anos de tiras diárias no impresso, desbravou outro terreno: as tiras no site Educacional Correio Escola, focadas para o professor e trabalhos em sala de aula
“De certa forma, todo quadrinista é um desbravador, pois ainda que o mercado tenha melhorado muito no Brasil e a Internet tenha aberto um novo espaço para a nona arte, ainda é muito difícil levar quadrinhos, cartuns, charges e caricaturas ao grande público. Então esta exposição é uma homenagem justa ao Dia do Quadrinho e a quem se dedica a este tipo de arte no Brasil”, pontua Ricardo Quintana, do Espaço Cultural Pandora. "

GLOBO
http://eptv.globo.com/campinas/variedades/NOT,1,1,390494,Mostra+em+Campinas+reune+nomes+de+destaque+nos+quadrinhos+brasileiros.aspx
(Fabiana de Paula)
"Há tempos que as histórias em quadrinhos deixaram de ser apenas as histórias de super heróis que os brasileiros nascidos na década de 70 leram na infância. O momento é de efervescência quando o assunto é criação nacional. Em 2011, a HQ “Daytripper”, dos irmãos Gabriel Bá e Fábio Moon venceu nos Estados Unidos os prêmios Eisner Award e Harvey Award, e foi considerado o grande destaque do ano.
A exposição “Desbravadores”, em cartaz no Espaço Cultural Pandora a partir deste sábado (28), mostra um panorama da produção atual no país no mês em que se comemora o Dia Nacional do Quadrinho. Em 30 de janeiro de 1869, foram publicadas as histórias do personagem Nhô-Quim, de Ângelo Agostini, considerado o primeiro quadrinho brasileiro e uma das mais antigas HQs do mundo. “Reunimos na mostra os autores que fazem atualmente o que Agostini fez lá atrás. Eles bancam a impressão, escrevem o roteiro e fazem as ilustrações. Fazem praticamente tudo sozinhos porque querem fazer o quadrinho acontecer. Alguns têm material publicado por editora, mas continuam produzindo material autoral e publicando por conta própria. São os novos desbravadores”, explica o quadrinista Ricardo Quintana, coordenador da mostra.
Com curadoria do cartunista Mario Cau, a exposição reúne obras de mais de 40 artistas brasileiros. Entre as peças em exposição estão ilustrações do campineiro Bira Dantas e uma caricatura de Chico Buarque feita por outro artista local Dalcio Machado, premiada no Salão de Humor de Piracicaba de 1999. “O mundo das caricaturas mudou depois desse trabalho. Os caricaturistas passaram a prestar mais atenção à textura e detalhes da pele”, ressalta Quintana.
A tira “Os Passarinhos” (foto abaixo), do carioca Estevão Ribeiro, é outro destaque da mostra. As histórias publicadas num blog independente na internet fizeram tanto sucesso que os personagens ganharam versões em bonecos de pelúcia. As histórias do condutor de almas “Necronauta”, de Danilo Beyruth, e a Graphic Novel “Yeshua”, de Laudo Ferreira, primeira versão realista sobre a vida de Jesus, também poderão ser vistos durante a exposição."

UNIVERSO HQ
http://universohq.com/quadrinhos/2012/n27012012_02.cfm
(Marcus Ramone)
"Em celebração ao Dia do Quadrinho Nacional (30 de janeiro), o Espaço Cultural Pandora (Rua Joaquim Novaes, 146, Cambuí, Campinas/SP) realizará a exposição Desbravadores, que reunirá trabalhos de mais de 40 artistas do traço brasileiros."

IMPULSO HQ
http://impulsohq.com/noticias/exposicao-desbravadores/
(Renato Lebeau)
"As comemorações do Dia do Quadrinho Nacional, celebrado no dia 30 de janeiro, se espalham por todo o Brasil, e Campinas, cidade reconhecida como um grande celeiro de quadrinhistas, também não vai deixar de render suas homenagens à data.
Quem puder aproveitar, a partir deste sábado, dia 28 de janeiro, mais de 40 artistas de todo País terão suas obras expostas na Exposição “Desbravadores”, no Espaço Cultural Pandora (Cambuí). A exposição conta com trabalhos de autores como Dalcio Machado, Estevão Ribeiro, Bira Dantas, Laudo Ferreira, Mario Cau, Will, Danilo Beyruth e Samanta Floor."

INDICO LIVROS
http://indicolivros.blogspot.com/2012/01/mostra-em-campinas-reune-nomes-de.html
EXPOSIÇÃO "DESBRAVADORES" ENTRA EM CARTAZ NESTE SÁBADO (28), NO ESPAÇO PANDORA
"Mostra em Campinas reúne nomes de destaque nos quadrinhos brasileiros.
Há tempos que as histórias em quadrinhos deixaram de ser apenas as histórias de super heróis que os brasileiros nascidos na década de 70 leram na infância. O momento é de efervescência quando o assunto é criação nacional. Em 2011, a HQ “Daytripper”, dos irmãos Gabriel Bá e Fábio Moon venceu nos Estados Unidos os prêmios Eisner Award e Harvey Award, e foi considerado o grande destaque do ano.
A exposição “Desbravadores”, em cartaz no Espaço Cultural Pandora a partir deste sábado (28), mostra um panorama da produção atual no país no mês em que se comemora o Dia Nacional do Quadrinho. Em 30 de janeiro de 1869, foram publicadas as histórias do personagem Nhô-Quim, de Ângelo Agostini, considerado o primeiro quadrinho brasileiro e uma das mais antigas HQs do mundo. “Reunimos na mostra os autores que fazem atualmente o que Agostini fez lá atrás. Eles bancam a impressão, escrevem o roteiro e fazem as ilustrações. Fazem praticamente tudo sozinhos porque querem fazer o quadrinho acontecer. Alguns têm material publicado por editora, mas continuam produzindo material autoral e publicando por conta própria. São os novos desbravadores”, explica o quadrinista Ricardo Quintana, coordenador da mostra."

Exposição Desbravadores
De 28 de janeiro a 24 de fevereiro de 2012
(De segunda a sabado)
No Espaço Cultural Pandora (Rua Joaquim Novaes, 146 – Cambui – Campinas)
Informações: (19)3234-4443
http://www.pandora.art.br/blog/2012/01/desbravadores

A exposição terá trabalhos de André Leal (São Jorge da Mata Escura), Bira Dantas (Tatuman), Carriero (Brasiu), Caeto (Memória de Elefante), Caio Majado (3 Tiros, 2 Otários; Consequências), Caio Yo (Caraminhola), Catia Ana (O Diário de Virgínia), Danilo Beyruth (Necronauta), Davi Calil (MSP Novos 50), Denis Mello (Beladona, Saidêra), Digo Freitas (Esboçais), DJota Carvalho (Só Dando Gizada), Eduardo Ferigato (Fractal/Fantasma), Estevão Ribeiro (Os Passarinhos), Felipe Nunes (SOS), Flávio Luiz (O Cabra), Fred Hildebrand e Ana Recalde (Patre Primordium), Giorgio Galli (Salomão Ventura), Hugo Nanni (Clube da Voadora),João Azeitona (Zine Supreme), Laudo Ferreira (Yeshua), Leo Finocchi (Nem Morto), Leonardo Maciel (Nabunda Nada), Lu Cafaggi (Mixtape, Los Pantozelos), Magno e Marcelo Costa (Oeste Vermelho), Mário Cau (Pieces/MSP+50), Mario Cesar (EntreQuadros), Pedro Cobiaco (Bolhas), Raphael DeLatorre / Marcelo Maiolo / Beto Scoob (Fade Out), Raphael Salimena (St. Bastard, Linha do Trem), Samanta Floor (Toscomics), Vitor e Luciana Cafaggi (Valente, Duo.tone, Pantoselos), Vitor Gorino(Cidadão Invisível), Will (Sideralman, Demetrius Dante), Will Leite (Willtirando), Wanderson de Souza e Daniel Esteves (Nanquim Descartável). A exposição tem entrada franca e fica aberta de segunda a sábado, até 24 de fevereiro de 2012.

- Santo Andre (SP)

10° Encontro dos Cartunistas do ABC e São Paulo
O evento acontece dia 29 de janeiro de 2012, a partir das 16 horas, no Salão de Festas do Fran`S Café (Av. Portugal, 1126, Bairro Bela Vista em Santo André).
Presença de cartunistas,caricaturistas, quadrinhistas, tiristas, ilustradores e artistas gráficos da região e de S. Paulo.
Exposição relâmpago de caricaturas de Ângelo Agostini, patrono do Quadrinho Nacional, produzida pelos cartunistas participantes.
Festival do vinil com audição de raridades. Traga o seu vinil.
Livros de Humor gráfico da Editora Virgo com autógrafo dos autores.
Presença de fanzineiros, escritores, animadores, colecionadores de vinil e memorabilia. Traga sua publicação.
Organização: Cartunista Mastrotti
Fotos do Encontro de 2011:
http://mensagensdohiperespaco.blogspot.com/2011/01/9-encontro-dos-cartunistas-do-abc-e.html

- Rio de Janeiro (RJ)

Bate-papo sobre quadrinhos com diretores de estúdios, roteiristas e artistas de quadrinhos publicados.
Lipe Dias, Eduardo Tavarez, Mig, Patati, Ana Recalde e Denis Melo.
Na ÚNICA ESCOLA/ESTÚDIO DE QUADRINHOS DO RIO DE JANEIRO.
R. General Polidoro, 10 - Botafogo
Entrada franca.
A data celebra a produção nacional e a união dos artistas num mercado promissor que tem cada vez mais somado forças às novas mídias promovendo a valorização da nossa cultura e do potencial criativo dos artistas brasileiros. Temos alunos e ex-alunos atuantes nos maiores estúdios de quadrinhos do Brasil e todos com seus projetos pessoais visando a evolução do mercado nacional. Dia 30 de janeiro de 2012, será o dia. Nossa missão é desenvolver os quadrinhos no Brasil.

- Londrina (PR)


http://londrinacomiccon.blogspot.com/
O Londrina Comic Con é realização do Centro Cultural Eloyr Pacheco ao lado da AQL- Associação dos Quadrinhistas de Londrina que já desenvolvem um trabalho de discussão, produção e promoção da cultura pop na região. A Semana do Quadrinho Nacional, Projeto Ilustre Convidado, Sesc em Quadrinhos, e os fanzines “Deu Nisso?!”, “Fanzineria”, “Manicômio” são alguns projetos dessa parceria.
Entre os documentários que serão exibidos no Londrina Comic Com está "O Samurai de Curitiba" que retrata o trabalho de Claudio Seto, um dos precursores do mangá no Brasil. Seto era descendente de uma família de samurais, a cultura japonesa influenciou visivelmente em seu trabalho como quadrinhista. Mas, além de narrativas de samurais, Seto ficou conhecido por sua versatilidade de histórias, que incluía as de terror, policiais e até eróticas.

- Salvador (BA)

Semana do quadrinho nacional no Blog Quadro a Quadro
http://quadro-a-quadro.blog.br/?p=13631
O evento será acompanhado de brinde para os participantes.
Para concorrer basta enviar uma ilustração inédita de um (ou mais) personagem(ns) do quadrinho nacional e curtir a página do Quadro a Quadro no facebook.
E para ganhar os prêmios é muito fácil e vai depender somente do competidor. Vai ganhar aquele que tiver maior número de curtir na página do QaQ em que for postada a sua ilustração. Ou seja, chamem o pai, a mãe, os amigos, as vizinhas e todo mundo para clicar em "curtir" na página em que tiver o seu desenho. É simples e fácil!
Os trabalhos devem ser enviados até o dia 25 de janeiro de 2012 para o email: quadroaquadro9arte@gmail.com
As postagens acontecerão até o dia 31 de janeiro de 2012 e o resultado com os vencedores será divulgado em 01 de fevereiro do mesmo ano.

- Fortaleza (CE)

As comemorações do Dia do Quadrinho Nacional 2012 acontecerão no dia 28 de janeiro, das 8h às 18h, na Gibiteca de Fortaleza, espaço da Biblioteca Dolor Barreira, Av. da Universidade 2572
O Dia do Quadrinho Nacional é uma data que celebra em todo o Brasil a publicação da primeira HQ publicada em nosso país: Nhô Quim do ítalo-brasileiro Angelo Agostini em 1869. A celebração desta data não possui apenas um viés histórico na medida em que presta-se a discutir o Quadrinho num contexto amplo ligado a aspectos culturais, mercadológicos e de entretenimento.
forumdequadrinhosdoceara@gmail.com.
Mais informações no blog:
http://fqce.blogspot.com

- Amapá (AP)

O 1º Encontro Amapaense de Histórias em Quadrinhos vai durar três dias, de 28 a 30, com uma programação que inclui exposição de HQs, oficinas de roteiro, desenho e criação de personagens, exibição de filmes e bate-papos com autores.
Veja programação completa:
http://museudaimagemedosom.blogspot.com/2012/01/o-1-encontro-amapaense-de-historias-em.html

- Recife (PE)

Dia 30 de janeiro (segunda), às 19h00
Auditório da Livraria Cultura
Palestra “O que é Quadrinho Nacional?”
Com o sociólogo e professor da Universidade Federal de Alagoas, Amaro Braga.
“Os quadrinhos estão diretamente relacionados à cultura de onde foram produzidos. São produtos de uma representação social. Já sabemos que representam a cultura do país, como é o caso dos Comics nos EUA e dos Mangás no Japão. Isso levanta a questão: quais as características do Quadrinho Brasileiro? Hq´s feitos por estrangeiros no Brasil, são nacionais? Brasileiros imitando os traços do mangá e do comic são nacionais? As respostas parecem simples, mais não são.” Revela o professor.
Após a palestra será lançado o livro “Desvendando o Mangá Nacional” de autoria do sociólogo, fruto de uma pesquisa sobre os quadrinhos feitos no Brasil que se utilizam do desenho japonês.
Palestra e Lançamento de Livro sobre o Quadrinho Nacional

- São Paulo (SP)

Dia 04 de fevereiro de 2012, sábado
A partir da 14h00
Espaço Cultural Instituto Cervantes, Avenida Paulista, 2439 (próximo ao Metrô Paulista).

A Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo (AQC-ESP) e o Instituto Cervantes de São Paulo, com o apoio da Comix Book Shop, da Inarco Internacional e do Coletivo Quarto Mundo, promovem a entrega do 28º Premio Ângelo Agostini, aos melhores do quadrinho nacional do ano de 2011.
Através da votação (que recolheu 480 votos de todo o Brasil) realizada entre profissionais da área, amadores, estudiosos e aficionados pelos quadrinhos nacionais, foram eleitos:
Melhor Desenhista – Maurílio DNA
Melhor Roteirista – Daniel Esteves
Melhor Cartunista – Gustavo Duarte
Melhor Lançamento – Ação Magazine (Lancaster Editorial)
Melhor Lançamento Independente – Love Hurts (Murilo Martins)
Melhor Fanzine – Miséria (Coletivo Miséria)
Troféu Jayme Cortez – FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos)
Mestres do Quadrinho Nacional: Bira Dantas, Fernando Gonsales, Lourenço Mutarelli e Moacir Torres

O evento também é um momento de encontro entre grandes artistas, jovens talentos e fãs da arte desenhada e tem a programação a seguir:
14h00 Abertura do espaço da Comix Book Shop e do Coletivo Quarto Mundo
14h00 Lançamento das revistas Calafrio 53 e 54 com autógrafos de Rodolfo Zalla
14h00 Lançamento do documentário “Ao Mestre com Carinho” de Márcio Baraldi
14h30 Debate: “A Nova Lei Brasileira dos Quadrinhos na Opinião dos Profissionais” com os artistas Jal, Márcio Baraldi e Spacca e o editor Guilherme Kroll (Balão Editorial), mediação do jornalista e editor do blog Papo de Quadrinho, Jota Silvestre
16h00 Entrega dos Prêmios Ângelo Agostini aos melhores do quadrinho nacional do ano de 2011
Durante todo o evento:
Criação de uma HQ coletiva (os presentes serão convidados a desenhar uma seqüência de uma HQ, com tema escolhido no início dos trabalhos).
Exposição de tela a óleo do artista WilliamMR tendo como inspiração Ângelo Agostini
Presença dos autores da revista “Picles”

Mais noticias em:
UNIVERSO HQ (Sidney Gusman&Cia)
http://universohq.com

JBLOG (Pedro Luna)
http://jblog.com.br

BLOG DOS QUADRINHOS (Paulo Ramos)
http://blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br

IMPULSO HQ (Renato Lebeau)
http://impulsohq.com

ZINE BRASIL (Michele Ramos)
http://www.zinebrasil.wordpress.com

PADA
http://www.prismarte.com.br/pada

RQ (REPUBLICA DOS QUADRINHOS)
http://rquadrinhos.blogspot.com

INUNDAÇÃO NAS REVISTAS DO ANGELO AGOSTINI (NADA MAIS ATUAL)

João Antonio Buhrer de Almeida (*)
"Vocês verão que no Rio de Janeiro o problema de enchentes e desabamentos não é de hoje. Primeiro um artigo de ÁLVARUS, grande estudioso da caricatura, em que enfoca através da REVISTA ILUSTRADA (RI), de ANGELO AGOSTINI, a grande inundação de 1883. Fui procurar nos meus arquivos incríveis e achei outra enchente no lápis de Agostini. Não existia mais a RI, ele tinha fundado a DON QUIXOTE. Pois em dois números da revista ele comenta a enchente de 1895."
(Os arquivos agostinianos e alvarianos, de joão antonio)
























(*) Jornalista, colecionador e pesquisador da Arte dos Quadrinhos e das Caricaturas.
Para receber seus "Arquivos Incriveis" por e-mail, envie mensagem para:
jabuhrer.almeida@gmail.com
Para ver mais artigos e imagens colhidos pro João Antonio, acesse:
http://chargesbira.blogspot.com/2010/02/joao-antonio-dagostini.html
Para ver a Exposição de Caricaturas em Homenagem a Angelo Agostini:
http://chargesbira.blogspot.com/2010/02/angelo-agostini-e-seus-personagens-em.html

20 de jan de 2012

Dossiê HQ


No próximo dia 26 de janeiro, a loja de quadrinhos Gibiteria retoma o Projeto Dossiê HQ, evento que abre espaço para autores de quadrinhos, editores, desenhistas, roteiristas e estudiosos falarem sobre seus trabalhos, expondo suas ideias, processos de criação e outros temas.

Esta nova edição do evento vai reunir os quadrinhistas André Diniz (Morro da Favela), Daniel Esteves (Nanquim Descartável), Will (Sideralman) e Caio Majado (Três tiros e dois otários) para uma conversa com o desenhista e roteirista Laudo Ferreira (Yeshuah), com a participação do público presente.

Na ocasião, acontecerá também uma sessão de autógrafos dos autores convidados. O evento tem início às 20h.

A Gibiteria está localizada na Praça Benedito Calixto, 158, 1º andar, loja 11, Pinheiros, São Paulo/SP.

16 de jan de 2012

28º Ângelo Agostini e o Dia do Quadrinho Nacional


(Desenho de Nestablo Ramos, cores de Juliano Oliveira)

A Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo (AQC-ESP), com o apoio do Instituto Cervantes de São Paulo, Comix Book Shop, Inarco Internacional e Coletivo Quarto Mundo, promove a entrega do 28º Premio Ângelo Agostini aos melhores do quadrinho nacional do ano de 2011.
Ângelo Agostini foi quem criou a primeira história em quadrinhos, em seqüência e com um personagem fixo, no Brasil, que começou a ser publicada em 30 de janeiro de 1869. O nome dessa HQ era "As Aventuras de Nhô Quim ou Impressões de Uma Viagem à Corte", que duraria nove capítulos pelo traço de Agostini.
Existem interpretações e registros anteriores ao dia 30 de janeiro de 1869 (até HQ's do próprio Agostini, veiculadas no pasquim "Diabo Coxo", em 1865), mas o personagem Nhô Quim é muito significativo para a arte desenhada no Brasil, assim como Ângelo Agostini. Além de seu papel destacado como republicano, anti-clerical e abolicionista, Agostini delimitou fronteiras, criou estilo, influenciou e tornou a caricatura, a sátira política e os quadrinhos parte de nossa nascente imprensa. Agostini, foi, inclusive, um dos fundadores da mais importante revista infantil brasileira, a popular "O Tico Tico".
O evento foi criado em 1984, como O DIA DO QUADRINHO NACIONAL, para marcar a publicação do primeiro capítulo de “Nhô Quim” e homenagear os melhores artistas do ano anterior e destacar os mestres do quadrinho nacional.
Através da votação (que recolheu 480 votos de todo o Brasil) realizada entre profissionais da área, amadores, estudiosos e aficionados pelos quadrinhos nacionais, foram eleitos:

PREMIADOS
Melhor Desenhista – Maurílio DNA
Melhor Roteirista – Daniel Esteves
Melhor Cartunista – Gustavo Duarte
Melhor Lançamento – Ação Magazine (Lancaster Editorial)
Melhor Lançamento Independente – Love Hurts (Murilo Martins)
Melhor Fanzine – Miséria (Coletivo Miséria)
Troféu Jayme Cortez – Afonso Andrade, em nome do FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos de BH)
Mestres do Quadrinho Nacional: Bira Dantas, Fernando Gonsales, Lourenço Mutarelli e Moacir Torres

PROGRAMAÇÃO
O evento também é um momento de encontro entre grandes artistas, jovens talentos e fãs da arte desenhada e tem a programação a seguir:
14h00 (Saguão) Abertura do espaço da Comix Book Shop e do Coletivo Quarto Mundo
14h00 Lançamento das revistas Calafrio 53 e 54 com autógrafos de Rodolfo Zalla
14h00 Lançamento do documentário “Ao Mestre com Carinho” de Márcio Baraldi
14h30 (Auditorio) Debate: “A Nova Lei Brasileira dos Quadrinhos na Opinião dos Profissionais” com os artistas Jal, Márcio Baraldi e Spacca e o editor Guilherme Kroll (Balão Editorial), mediação do jornalista e editor do blog Papo de Quadrinho, Jota Silvestre
16h00 Entrega dos Prêmios Ângelo Agostini aos melhores do quadrinho nacional do ano de 2011

PARALELAS
Criação de uma HQ coletiva (os presentes serão convidados a desenhar uma seqüência de uma HQ, com tema escolhido no início dos trabalhos).
Exposição de tela a óleo do artista WilliamMR tendo como inspiração Ângelo Agostini
Presença dos autores da revista “Picles” (pode ser adquirida na Banca da Comix)

DIA E LOCAL DA FESTA
A festa será realizada no dia 04 de fevereiro de 2012, sábado, a partir da 14,30h, no Espaço Cultural Instituto Cervantes, Avenida Paulista, 2439 (próximo ao Metrô Paulista).
A entrada é franca e todos estão convidados!

Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo (AQC-ESP)