31 de out de 2011

COMO FOI A REUNIÃO DA AQC-ESP

(Presentes: Bira Dantas, Fernando dos Santos, Juliano, William Martins e Worney.)

            A reunião foi realizada na livraria HQMIX, no último dia 27/10. O primeiro ponto de pauta foi a viagem que Bira Dantas fez à Coreia do Sul, representando a AQC-ESP e a visita ao Cartucho (Encontro dos Cartunistas Gaúcho). Além dos acordos assinados, na Ásia, Bira apresentou uma proposta para a associação produzir um volume da “Edição de Risco”, coleção que reúne os cartunistas gaúchos. A ideia seria fazer uma edição com os autores paulistas, uma proposta que poderia ser ampliada para outros estados.
            Sobre a edição da “Picles” 01 (Dilma) foi apresentado o orçamento da gráfica Juizforana, com esse valor conseguimos o financiamento da Comix Book Shop e da HQ Além dos Balões. Agora estamos em negociação para mais um interessado.  A proposta é imprimir uma edição de 1.000 exemplares, toda colorida, tamanho: 13,5 x 20,5 cm, com 48 pgs de miolo. A diagramação já está sendo finalizada pelo Fernando dos Santos e nessa semana pretendemos confirmar o orçamento da gráfica e último financiador.  
            Sobre o 28° Angelo Agostini foi acertada a data do evento em 04/02/2012, sábado. O local pretendido é o Instituto Cervantes e vamos fazer a solicitação oficial. Resolvemos manter as mesmas categorias de premiação e a votação direta. A assessoria de imprensa para a divulgação do evento também está garantida. A cédula está sendo elaborada e solicitamos a todos os que lançaram o primeiro número, edição extra ou especial que enviem as informações gerais (nome, data de lançamento e editora ou editor independente) para a inclusão na lista nas categorias de Melhor Lançamento e Melhor Lançamento Independente. Por solicitação de Márcio Baraldi, a partir desse ano serão considerados fora da votação quem já ganhou mais de três vezes na mesma categoria (Lançamento, Lançamento Independente, Fanzine e Jayme Cortez). A ideia do cartunista é dar oportunidade a que outros autores sejam homenageados.  
            O texto para a cédula do prêmio será fechada na próxima reunião da AQC-ESP, que está convocada para o dia 26/11/11, sábado, a partir das 10h, na Biblioteca Monteiro Lobato, rua General Jardim, 485, próximo ao metrô República.
            Todos estão convidados!

27 de out de 2011

Lançamento: “Cabeça de Cuia – A dor que antecede a praga”


O que é? Lançamento do livro em quadrinhos “Cabeça de Cuia – A dor que antecede a praga”
Quando será? Dia 31 de outubro, às 19 hs.
Onde será? Na Quinta Capa Quadrinhos Livraria, situada na rua Senador Cândido Ferraz, n 1031.Jockey, Edifício Globo Center, 2º piso, sala 08. (próximo à Panificadora Globo e à FAP)
Contato: Bernardo Aurélio (8844 2773)

O livro “Cabeça de Cuia – A dor que antecede a praga”, de Ednaldo Carvalho, será lançado dia 31 de outubro, às 19 hs, na Quinta Capa Quadrinhos Livraria e é uma obra financiada pela Lei Municipal A Tito Filho, produzida pelo Núcleo de Quadrinhos do Piauí e editada pela Quinta Capa Editora. A lenda piauiense foi adaptada para os quadrinhos em quase 100 páginas e mostra toda a trajetória de transformação do pescador Crispim no terrível monstro que habita as águas dos rios que banham Teresina.
Em 2004, durante o Theresina HQ Festival, evento que o Núcleo de Quadrinhos do Piauí organizou junto com a Fundação Nacional de Humor, o trabalho chamado “A dor que antecede a praga” de Ednaldo foi premiado. A partir de então, ele garantiu presença nas exposições anuais da Feira HQ, sempre sendo selecionado e publicado na revista coletânea de trabalhos vencedores do evento.
O Cabeça de Cuia é um dos principais personagens da cultura popular piauiense. A lenda do Crispim, filho ingrato que agride a mãe e é amaldiçoado por ela pouco antes da sua morte, transformando-o numa criatura monstruosa, é contada de norte a sul do Piauí, percorrendo, principalmente, todas as curvas do rio Parnaíba, que teria se tornado o refúgio da criatura.
Os pescadores do Piauí contam de suas aparições, atrapalhando suas pescarias ou perseguindo moças virgens na tentativa de devorá-las e, assim, acabar com a maldição que caiu sobre ele. O personagem é forte na literatura de cordel, no teatro, na música e, inclusive, como ponto turístico da capital, no encontro dos rios, onde o Parnaíba se junta ao Poty e há uma grande estátua do monstro. Entretanto, faltava uma obra que abordasse toda a dramaticidade que o personagem exigia e que fosse criada numa arte mais acessível à população em geral, faltava uma literatura que valorizasse o personagem de forma mais densa e, ao mesmo tempo, de leitura mais atraente, como só as histórias em quadrinhos podem oferecer.
Ednaldo criou uma obra mais extensa, um romance gráfico tenso que narra a lenda do Cabeça de Cuia de maneira original e horripilante, atualizando, contextualizando e humanizando o personagem. Mas a obra não se limita a apresentar o Crispim apenas como o assassino da própria mãe; há o estudo da loucura, há a preocupação social de tentar justificar o injustificável, há o jovem que sofre o preconceito dos vizinhos, o jovem apaixonado que não recebe um olhar da mulher amada.
A obra apresenta uma certa poesia narrativa e a preocupação de revelar nossos cenários, mostrar nossa cidade e nossa cultura. Uma valorização de nossa história, de nossos mitos, monstros, heróis e vilões

24 de out de 2011

REUNIÃO DA AQC-ESP


(Worney Almeida de Souza)
Convidamos os interessados a participar da reunião da AQC-ESP.

Nesta quinta-feira
27/10/11
A partir das 18h30
Na livraria HQMIX
Praça Roosevelt, 142
Centro de São Paulo
Próximo do metrô República


PAUTA
1. Informes do Bicof (Coreia do Sul) com entrega do MOU (acordo de cooperação mutua assinado entre AQC e Associação dos Cartunistas e Animadores Coreanos) e do Cartucho (Encontro dos Cartunistas Gauchos), com entrega dos Quadrinhos Xiru (Byrata), Bobonecos (Bicio) e Quadrante X (Quadrinhos SA).
2. Preparação do 28° Angelo Agostini.
3. Publicação da revista “Picles” 01 (Dilma).


Se você não puder ir, envie sua sugestão através de nosso endereço eletrônico, todas as ideias são bem vindas.
produtoraculturalwaz@yahoo.com.br
Todos estão convidados!

RESPONDA A AQC
Deixamos as perguntas para a reflexão de todos e quem quiser tentar respondê-las é só enviar para nós por e-mail.
produtoraculturalwaz@yahoo.com.br
1-Quais são as editoras que publicam quadrinhos no Brasil?
2- Quais são as editoras que publicam quadrinhos nacionais no Brasil?
3- Quais são os pontos de venda de quadrinhos no Brasil? E onde se encontra as publicações nacionais?
4-Quais são as publicações nacionais que a Panini lança?
5-Como é a política de publicação das revistas dos estúdios de Maurício de Sousa?
6- As edições de Maurício de Sousa podem ser consideradas um padrão a seguir para os quadrinhos nacionais?
7- Porque as revistas de Maurício de Sousa vendem bem?
8- A política é de encher os locais de venda com as revistas de Maurício de Sousa?
9-Como é a edição de quadrinhos nacionais pelas editoras pequenas?
10-Como é a edição de quadrinhos independentes no Brasil? Quais são as tiragens e como é a distribuição?
11-A distribuição é o maior problema do quadrinho nacional?
12- Quais são as temáticas que os autores nacionais mais usam?
13-Como é a produção de quadrinhos de temática mangá no Brasil?
14-Quais são as perspectivas para o quadrinho nacional no próximo período?

BANCA DE QUADRINHOS NO FIQ

Felipe Meyer (Gasosa.net.br, Nunklaki.com.br e Casadeculturadigital.com.br):
"O projeto "Banca de Quadrinhos no FIQ" já ultrapassou 2/3 do prazo, mas infelizmente até agora só atingiu pouco mais de 10% da meta, o que anuncia um futuro não muito promissor para nossos planos. Então resolvi fazer um último pedido para que entrem em
http://catr.se/nVCm94
conheçam o projeto, dêem "curtir" no facebook e, pelamordedeus, apoiem o mesmo :)
Não se trata somente de ganhar uma viagem digrátis pra belrizonte, como alguns podem pensar. O programa Banca de Quadrinhos faz um trabalho super bacana, dedicado e sem muitas recompensas, divulgando o quadrinho nacional, que é uma das mídias mais marginalizadas nesse e em outros países e, paradoxalmente, também é uma das formas de arte mais democráticas que existem.
Pra ajudar a influenciar vocês, colo abaixo um textinho que também pode ser encontra na página do projeto no Catarse.
Lembrando: o Catarse é uma plataforma de crowdfunding, ou "financiamento colaborativo". Um projeto só é realizado se atingir a sua meta total no prazo previsto. Caso contrário, TODOS os seus apoiadores recebem o dinheiro de volta. Não há riscos. E você ainda desfruta de prêmios e recompensas bacanudas caso o projeto que apoiou se torne realidade.
Por que apoiar o projeto Banca de Quadrinhos no FIQ?

Recompensas!
Vamos começar com o mais óbvio e, pra alguns, o que mais interessa: as recompensas. Ao apoiar um projeto no Catarse, você não está fazendo uma doação, e sim o que chamamos de “micro-patrocínio”. Ou seja, uma mão lava a outra! Preparamos várias recompensas bacanas pros nossos apoiadores, incluindo aí HQs, pôsteres, camisetas e DVDs, além de duas oficinas pra quem estiver por São Paulo.
Cultura nerd na TV e na Internet
Quando foi a última vez que você viu uma matéria sobre quadrinhos na Globo? Ou leu uma crítica aprofundada de uma HQ no seu jornal local? Não estamos dizendo que a grande mídia não dá espaço para a cultura “nerd”, simplesmente que dá muito pouco (mas isso, felizmente, vem mudando bastante nos últimos anos). Com a Banca de Quadrinhos, você tem doses semanais de quadrinhos e cultura pop na TV e na internet, mérito compartilhado por pouquíssimos outros veículos brasileiros e dificilmente com o mesmo alcance.

De fã pra fã
Vai dizer se essa cena não é familiar: você está zapeando na frente da tevê e dá de cara com uma reportagem sobre aquele desenhista que adora ou sobre aquele seriado obscuro que todas as pessoas legais deviam conhecer. Mas o que devia ser uma surpresa agradável se torna um tormento quando a narração erra a história do cara, chama “mangá” de “desenhinho japonês” ou simplesmente percebe-se que o apresentador não faz ideia do que está falando. Isso é muito comum na grande mídia, que na correria de manter novas e novas pautas muitas vezes não pesquisa o suficiente sobre determinado assunto ou mesmo cai de pára-quedas em um evento de quadrinho ou cultura pop sem a menor preparação.
Com a galera que faz a Banca de Quadrinhos o buraco é bem mais embaixo:apresentadores e produtores são fãs e consumidores de quadrinhos, mangás, filmes, seriados, e testam tudo isso antes que qualquer pauta vá ao ar. Além disso frequentam os principais eventos “nerds” do Brasil e estão sempre em contato com artistas, editores e entusiastas nacionais e internacionais. É gente de cacife que não dá bola fora na hora de entrevistar o seu autor favorito.
Espaço pra todo mundo
A grande mídia, quando cobre eventos como o FIQ ou a Rio Comicon, não quer perder tempo. Há muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas eles querem logo é entrevistar os dois ou três maiores nomes da festa, empacotar tudo e ir embora. Enquanto Globo e Record só tem olhos para Manaras e Mauricios de Sousa, e a Folha de São Paulo entrevista pela quinta vez os gêmeos Bá e Moon, grupos independentes e editoras menores, que suaram muito pra participar desses encontros e poderem mostrar também seu trabalho, acabam ficando de fora. Mas a Banca não discrimina ninguém, e acompanha o evento do início ao fim para mostrar o máximo possível de gente talentosa e suas obras. Na edição de 2009 do FIQ, por exemplo, entrevistamos autores independentes, fanzineiros, desenvolvedores de aplicativos para iPhone… bem como alguns dos grandes nomes internacionais convidados pela organização. Se você estiver na edição desse ano querendo vender o seu peixe, vem falar com a gente!

Trabalho reconhecido
A Banca de Quadrinhos foi indicada três vezes para o Troféu HQMix, a maior premiação dos quadrinhos brasileiros e considerada o “Oscar” tupiniquem da área. E todo ano acompanhamos a festa de pertinho, aproveitando a chance para colher depoimentos quentíssimos dos profissionais premiados.
Paixão pelo que fazemos!
A Banca de Quadrinhos não conta com o apoio de grandes patrocinadores nem tampouco recebe auxílio dos eventos que ajuda a divulgar. Mesmo assim, julgamos ser importante o trabalho que realizamos e temos grande paixão em fazê-lo, muitas vezes fazendo sacrifícios pessoais para estarmos presentes em eventos fora de São Paulo, onde o programa é gravado. É difícil nos derrubar!
Não é o bastante? Então assista ao vídeo do projeto e fique por dentro da cobertura que esperamos fazer esse ano, com o seu apoio. E aproveite para rever um pouco do que fizemos na edição passada do FIQ.
Só restam 10 dias para a realização ou não do projeto! Se você não apoiou ainda, clique logo em “Quero apoiar este projeto” e nos dê essa força. Isso pode inclusive incentivar outras pessoas que talvez estejam só esperando uma maior adesão para participarem também da empreitada."

19 de out de 2011

APARECE POR LÁ!


































Lançamento: O Louco, a Caixa e o Homem de Daniel Esteves E WILL

Palestra com MARCO ANTONIO CORTEZ

MARCO ANTONIO CORTEZ possui mais de 25 anos de carreira como ilustrador, quadrinista e diretor de arte. Participou de projetos como: Senninha / Instituto Ayrton Senna, filmes para Disney Television e ilustração para diversos livros didáticos.
Nessa palestra, Marco dará dicas de como entrar no mercado editoral, aprimorar o trabalho de ilustração, das estratégias de produção, como cobrar e fechar contratos  e qual é a expectativa dos editores de arte em relação ao portfolio.
DIA 24/10 DAS 19:30 AS 21HS
LOCAL: RUA LEANDRO DUPRET, 741 – PRÓXIMO AO METRÔ STA CRUZ
DIA 26/10 DAS 19:30 AS 21HS
LOCAL: CENTRO COMERCIAL ALPHAVILLE - ALPHAVILLE PRÓXIMO AO NOVO SHOPPING IGUATEMI.

Destinado a ilustradores, artistas gráficos, estudantes e aspirantes.
Carga horária: 1:30hs
Número de Vagas: 15 (reservar vaga)
Investimento: R$ 10,00
Informações e reserva de vagas SOMENTE POR EMAIL:
cursos@studiocortez.com.br

7 de out de 2011

AQC ESP NO FESTCOMIX, NOVO LIVRO DE PAUL GRAVETT, LEWIS TRONDHEIM NA PARAIBA, OS 10 MAIS DO GRILLO


A AQC-ESP vai participar do 18° FESTCOMIX. Vamos realizar uma palestra intitulada “O Mercado atual do Quadrinho Nacional” com a participação de Fernando dos Santos e Worney Almeida de Souza e a participação especial de Rodrigo Febronio do programa Banca de Quadrinhos. O quadrinhista Bira Dantas pegou uma conjuntivite braba e nao estara' presente.
Vamos apresentar aos presentes o panorama das publicações de quadrinhos nacionais, editoras, distribuição, forma e possibilidade de publicação e distribuição.
A palestra será na sexta-feira, 14 de outubro, a partir da 16h, com entrada franca (no auditório do evento) para todos os interessados.
O 18° FESTCOMIX será realizado nos dias 14,15 e 16 de outubro
Cento de Eventos São Luiz
Rua Luiz Coelho, 323
Metrô Consolação.
Sao Paulo, SP
Participe e conheça um pouco mais a AQC-ESP e a situação do mercado de quadrinhos no Brasil.

AS 1001 HQs QUE DEVEM SER LIDAS, SEGUNDO O BRITANICO PAUL GRAVETT

(Dicas do Pedro Bouca)
hunter_bouca@yahoo.com.br
O novo livro do estudioso Paul Gravett (que dispensa apresentações)
lista as 1001 HQs que as pessoas precisam ler. O autor gentilmente
fez uma listagem por país no seu site:
http://www.paulgravett.com/index.php/1001_comics/1001_country/
A maioria são americanos, claro, como o Japão na segunda colocação,
também mais do que claro. Mas há um número expressivo de europeus -
e mesmo obras portuguesas e brasileiras (indicadas pelo Patati)!
Vale uma olhada e um debate a respeito."
BRAZIL
Monica’s Gang (1970)
My Dear Saturday (2009)
Pirates Of The Tietê & Other Barbarians (1994)
The Double Of Five (1999)

ALBUNS DE PROFISSOES EM BD
http://www.centralcomics.com/2011/10/10/humor-em-4-frentes




"Eles vão se juntar a Os Funcionários, Os Campistas e Os Solteirões
(para não falar no mais antigo Os Profs), que a Asa também andou
publicando recentemente.
Mas qual é a desse material?
São todos títulos publicados pela editora francesa Bamboo. Surgida à
pouco mais de uma década, a Bamboo teve uma ascensão meteórica graças
a esse tipo de série.
Mas quem compra isso? Os profissionais de cada área?
Não exatamente, embora esses possam comprar, geralmente são os amigos
de profissionais da área que compram... Para dar de presente!
Custando pouco mais de 10 euros, eles são baratos o bastante para
não pesar no bolso de ninguém, mas suficientemente caros para ser
vir de presente de aniversário/natal/ amigo oculto de alguém que você
não conheça bem. Exceto por sua profissão!
O fato desse tipo de publicação vender bem na França é um sinal de
que o mercado lá é maduro o bastante para um álbum de quadrinhos ser
considerado um presente aceitável para pessoas que não são
necessariamente fãs de quadrinhos. E para haver editoras capazes de
viver disso!
Duvido que esse material tenha o mesmo sucesso em Portugal, mas
ainda é um bom sinal ver isso publicado por aqui.
E, que diabos, acho que vou comprar Os Informáticos."
Hunter (Pedro Bouça)
Quem quiser acompanhar as noticias do Pedro:
http://br.groups.yahoo.com/group/EuroQuadrinhos/
Para entrar no grupo envie e-mail para
EuroQuadrinhos-subscribe@yahoogrupos.com.br
Quem quiser ler as dicas mais antigas, acesse o blog:
http://euroquadrinhos.wordpress.com
hunter_bouca@yahoo.com.br

LEWIS TRONDHEIM NO BRASIL
O quadrinista frances Lewis Trondheim estará no Brasil de 16 a 23 de outubro para participar de vários ateliês e eventos ligados ao quadrinho em João Pessoa, Recife, Rio de Janeiro (Rio comicon) e Curitiba.
http://www.bibliofranca.org.br/ciclos-culturais/hqnamaison/lewis-trondheim-no-brasil/
Em João Pessoa (PB):

http://www.afjoaopessoa.com.br/spip.php?article95
"Os quadrinhos franceses se destacam por sua produção abundante, mas particularmente autoral. Em contraponto aos quadrinhos de massa, sem deixar de se enquadrar na indústria cultural, as produções do país primam pelo requinte editorial, pelo conteúdo introspectivo e pela expressão idiossincrática de seus autores, além do forte caráter experimental.
Foi com essa inquietação e espírito inovador que em 1990 fundou-se a editora independente l’Association, reunindo boa gama de jovens autores que tomavam com as próprias mãos o encargo de se editar. Dentre esses autores figuravam Lewis Trondheim, que lida até hoje no seio das publicações francesas independentes, mas não só.
Com uma obra ampla e expressiva, Lewis, que nasceu na França em 1964, publicou dezenas de álbuns solo e em parceria com diversos autores, tanto na própria editora que ajudou a criar quanto nas renomadas editoras do mercado francês, a exemplo de Delcourt, Fantagraphics, Le Lézard, Cornélius, Le Seuil, Dargaud, entre outras. Apesar do reconhecimento de sua obra e do acesso irrestrito ao mercado, Lewis e o grupo l’Association preservam a liberdade proporcionada pela edição independente, reforçando o catálogo da editora e abrindo espaço para novos autores.
A atitude de vanguarda de l’Association para os quadrinhos franceses se configura por iniciativas que passam ao largo das propostas editoriais comerciais mais ousadas. Pelo grupo independente, Lewis foi um dos criadores do selo Oubapo – l’OUvroir de BAnde dessinée POtentiel – projeto editorial que propõe a experimentação com a linguagem dos quadrinhos em formatos inusitados. Fundou ainda o selo editorial Shampooing. É diretor de texto das séries de animação “Allez raconte” e “OVNI”.
Em 2005 lhe foi conferido o título de Chevalier des Arts et Lettres (Cavaleiro das Artes e Letras) e em 2006 o Grand Prix do Festival d’Angoulême, o mais importante festival de quadrinhos da França e um dos maiores do mundo. Seu personagem “Le Fauve” foi adotado como mascote do Festival d’Angoulême.
Em sua estreia no Brasil, numa parceria da Marca de Fantasia com l’Association, e com o patrocínio da Embaixada Francesa no Rio de Janeiro, da Aliança Francesa de João Pessoa e do Mestrado em Comunicação da UFPB, Lewis nos apresenta duas séries de histórias em quadrinhos, lançadas originalmente em edições separadas, mas reunidas em álbum na edição brasileira, intitulada Gênesis Apocalípticos + Os inefáveis. São histórias de uma visão muito particular sobre o mundo e o ser humano, um trabalho de forte aspecto reflexivo que se traduz numa sutil e delicada ironia. As pequenas histórias que compõem o álbum alcançam a essência que caracteriza as obras poéticas.
As primeiras histórias de Gênesis Apocalípticos foram feitas em 88-89, publicadas como suplemento gratuito do fanzine do autor. Em seguida, foi feita uma coletânea com as HQ para presentear os assinantes de l’Association, sendo inteiramente redesenhadas. Nesta série se encontram os quadrinhos mais metafísicos de Lewis Trondheim, que aborda com humor as teorias sobre a Criação, a Evolução e o Fim do Mundo. Com Os inefáveis, Lewis apresenta histórias banais do quotidiano com homens e mulheres “batatas”, poeira, insetos, estrelas, lenços, árvore, extraterrestres. Lewis Trondheim, em fábulas curtas, explode em humor e talento. Essas HQ foram parcialmente publicadas na revista francesa Lapin, editada por l’Association.

OSCAR GRILLO INDICA OS 10 MAIS EM QUADRINHOS, CARICATURAS E CARTUNS

1) The Passport, by Saul Steimberg
http://www.cartoonbank.com/product_details.asp?mscssid=0GEVNVWUJ0TJ9HK1GHF62T0XNFNBEQP8&sitetype=1&sid=120475&did=3
2) The Half Naked Knight, by Andre Francois
3) The Human Comedy (The Verve Suite) by Pablo Picasso
4) Krazy Kat (Any book, any collection) by George Herriman
5) Popeye (Any book, any collection) by Segar
6) The Sketch Books (Any book, any collection) by Robert Crumb
7) Simplicissimus.180 satirical drawings (Mostly those by Eduard Thony and
Bruno Paul)
8) The Illusion of life by Frank Thomas and Ollie Johnstone
9) All the Mickey Mouse comics drawn by Floyd Gotfredson
10) Any book with drawings by David Levine.....
...And Achille Mauzan, Lyonel Feininger, American Film Posters of theTwenties and Thirties, Argentinian Humorous Magazines of the 1900's. 20's, 30's, 40's and 50's. Milhor Fernandez in the 50's. Jaguar in the 60's,
Ignacio Covarrubias and most important ANYTHING with the drawings by David Low.
http://okgrillo.blogspot.com
Oscar Grillo, argentino que vive em Londres, envia por e-mail diariamente a um grupo de amigos desenhos realizados con notavel criatividade e destreza.
http://grillomation.blogspot.com
Oscar Grillo Oscartoons
http://oscartoons.blogspot.com
Klacto Animations - Introducing Oscar Grillo & Ted Rockley
http://www.klacto.com/oscar.html

EXPO DO OTA EM BH

http://www.portaldapropaganda.com.br/portal/propaganda/27166-quadrinista-ota-inaugura-exposicao-na-galeria-de-artes-graficas-e-fotojornalismo-do-oi-futuro-em-belo-horizonte
Primeiro editor e principal colaborador da edição brasileira da revista MAD por mais de 30 anos, Ota vai mostrar em BH os originais de seus principais trabalhos de sua longa e vitoriosa carreira.
O quadrinista Ota – conhecido em todo o Brasil por sua participação na revista MAD – da qual foi editor nacional e principal colaborador durante mais de 30 anos – será o próximo artista a expor na Galeria de Artes Gráficas e Fotojornalismo do Oi Futuro em BH. A mostra EXPOTA – 40 Anos de Quadrinhos, será inaugurada no próximo dia 10 de outubro, para convidados, e aberta ao público a partir do dia 11, podendo ser visitada até o dia 6 de novembro. A entrada é franca.
Ota nasceu no Rio, em 1954, com o nome de Otacílio d’Assunção e, desde que viu o primeiro pedaço de papel na frente, nunca mais parou de rabiscar. Começou a fazer seus primeiros gibis artesanais aos seis anos de idade, e seu sonho era se tornar cartunista e fazer desenhos animados. Aos 16 já trabalhava como assistente de redação na Ebal, na época a maior editora do país. Em 1971 publicou suas primeiras tiras em jornais e não parou mais.
Em 1974, com o lançamento da revista Mad no Brasil, seu nome se firmou no cenário editorial. Ota comandou a versão brasileira da Mad durante 34 anos, até 2008, não só como editor mas como seu principal colaborador brasileiro, com os seus famosos Relatórios Ota. “Ota é um caso único nos quadrinhos brasileiros: sua obra, assim como ele próprio, detém o segredo da eterna juventude e é referência para jovens de todas as gerações”, afirma Maria Arlete Gonçalves, diretora de cultura do Oi Futuro.
Paralelamente a seu trabalho editorial, publicou seus quadrinhos nos maiores jornais da imprensa, como Folha de S. Paulo e Jornal do Brasil, participou do Pasquim (ambas as fases) e publicou em dezenas de jornais, revistas e publicações dirigidas por todo o país, além de escrever milhares de páginas de roteiros de histórias de terror e outros personagens.
Foi um dos primeiros cartunistas a marcar sua presença na Internet. Em 2000 começou a produzir animações e lançou o curta “A Dança do Acasalamento”, que foi um dos indicados para o Grande Prêmio Cinema Brasil do ano seguinte. Criador dos Otakids, personagens do site Oi Turma, atualmente está desenvolvendo um game, o Jogo da História do Brasil para ser adotado na rede escolar. A exposição Expota – 40 anos de quadrinhos – vai mostrar um panorama dos principais momentos na carreira do quadrinista.
Às 19h30m do dia 10, Ota fará uma palestra para os fãs da arte sequencial no Multiespaço Oi Futuro, dentro do projeto Oi Futuro Cabeça.

ENCONTRO ESTUDIO ELY BARBOSA


Sabado 08/10
Das 18h00 as 21h00.
No antigo Estúdio Ely Barbosa - Atual Estúdio Plug & Play
Avenida Indianópolis, 1337, Planalto Paulista
São Paulo (São Paulo)

Eliete Barbosa e Edson Luiz Parisotto criaram este evento para Clube do Ely Barbosa.
Encontro dos ex-funcionários/colaboradores do Estúdio Ely Barbosa para relembrar tempos divertidos e contar muitas histórias!
Se tiver alguma "relíquia", por favor, leve.
Quem tiver contatos com mais pessoas que não estão nessa lista, por favor, avise.
Beijos,"
Eliete Barbosa
http://www.facebook.com/event.php?eid=248457985196061
Confirmados por enquanto:
Bira Dantas, Carlos Migliorin, Walter Vetillo, Eduardo Vetillo,Cidão, Wilson, Tomaz e Denise, Edde, Alexandre Silva, Flavio Ferb, Taô Barbosa, Eliete Barbosa, Edson Luiz Parisotto, Maria Tereza Maldonado.
Paulo Borges nao poderá vir. Falta confirmação do Mingo e do Arthur.
Mensagem direta do chileno Carlos Carcamo que criou o model sheet dos Trapalhoes:
"Oi, Birandantas. tudo bem?
Eu estou morando aqui no sul do Chile e estou fazendo charges para o journal da minha cidade(Temuco). Tambem faço caricaturas de políticos.
http://www.australtemuco.cl
Nao tenho pensado em outra viagem para lá. Tenho um filho que mora no Rio. Ele é engenheiro.
Qualquer coisa respeito ao travalho que a gente fazia com Ely, pode contar comigo.
Meu blog é:
http://carcamoluna.blogspot.com
Te agradezco la invitación, pero me encuentro en Chile.
Espero que lo pasen muy bien recordando viejos tiempos.
Envía fotos para ver si reconozco a mis ex colegas.
Un abrazo a Valezin si es que aparece por ahí. Con él
he mantenido algún contacto últimamente."
ccarcamo.cl@gmail.com
Carlos Cárcamo

OS TRAPALHOES NO UNIVERSO HQ
http://www.universohq.com/quadrinhos/2009/trapalhoes.cfm

6 de out de 2011

QUADRINHOS BRASILEIROS DO OIAPOQUE AO CHUI

Mal acabou o Cartucho (Encontro de Cartunistas Gauchos), ainda rola o Salao de Humor de Piracicaba (SP), esta' pra rolar o FestComix (SP), o Norte e Nordeste bombam, e Minas tera' Salao de Caratinga e FIQ. Isso, sem falar nos Saloes de Porto Alegre, Piaui, Rio, Limeira, Juiz de Fora, entre outros! Neste sabado: evento em Sao Paulo (Encontro no Estudio Ely Barbosa) e em Salvador (Feira de Autores), alem do Quadrinhos em Debate em Fortaleza. Isso e' pra alegrar qualquer quadrinhista pessimista e colocar sorriso em qualquer rosto carrancudo.

NORDESTE
Mauricio de Souza receberá o titulo de cidadão Soteropolitano


http://quadro-a-quadro.blog.br
Cartunista recebe título durante visita a Salvador para participação em Festival de Quadrinhos Convidado de honra do I Festival Anual de Quadrinhos (FAQ), que acontecerá entre os dias 6 e 9 de outubro no Salvador Shopping, o cartunista Maurício de Sousa será homenageado pela Câmara de Vereadores de Salvador

1.º Festival Anual de Quadrinhos da Bahia
http://www.quadrinhosbahia.com/

A capital baiana sediará o I Festival Anual de Quadrinhos (FAQ), entre os dias 06 e 09 de outubro. O evento é o primeiro, na Bahia, voltado exclusivamente para os quadrinhos, e contará com a ilustre presença do cartunista Maurício de Sousa, além do desenhista Luis Augusto, criador do Fala Menino! logo na abertura, em 6 de outubro.
Promovido pela Multi Planejamento Cultural e pela Fala Menino Produções, o I Festival Anual de Quadrinhos pretende entrar para o calendário cultural da cidade, tendo como objetivo difundir os quadrinhos nacionais, em especial a produção baiana e brasileira, promovendo o intercâmbio cultural entre autores, artistas e o público. Na programação (confira abaixo), estão previstas diversas atividades, como bate-papos, exposições, oficinas, espaço infantil, show e lançamento de livros.
O Festival acontecerá na Livraria Cultura, no Salvador Shopping e na RV Cultura e Arte.

Feira de Autores em Gibiteria de Salvador (BA)
Fábio Moon, Gabriel Bá, Rafael Grampá, Gustavo Duarte, Flávio Luiz, André Dahmer, Mário Cau e Marcello Fontana (ufa!) participam da Feira de Autores na RV Cultura e Arte de Salvador, neste sábado.
RV Cultura e Arte – Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho, Salvador, Bahia.
Dia 08 de outubro às 17h30 horas.

3º Quadrinhos em Debate: Uma Leitura Feminina, Fortaleza (CE)

http://zinebrasil.wordpress.com
A Gibiteca de Fortaleza (Biblioteca Municipal Dollor Barreira – Av. da Universidade, 2572) continua a programação “Quadrinhos em Debate” com o tema:Uma Leitura Feminina. Apresentado pela desenhista do Estúdio Daniel Brandão, Júlia Pinto, a quadrinista, ilustradora e professora de desenho Camila Medeiros, a integrante do SANA, Clarice Lin-Chan, e a cientista social Rute Aquino.
O evento Quadrinhos em Debate é uma iniciativa do Fórum de Quadrinhos do Ceará e Biblioteca Dollor Barreira, onde especialistas de diversas áreas abordarão conceitos, símbolos e representações dentro do universo das histórias em quadrinhos.
O debate acontece no dia 15 de Outubro das 14:30 às 17:30h.

NORTE
Comic Con na Amazonia


http://tatsuanimes.blogspot.com/2011/08/evento-amazonia-comicon-anima-cena-de.html
28 e 29 de outubro.
Feira de Quadrinhos e Cultura POP
Das 8h00 as 16h00
Estacionamento do I.I.E.P.
Belem (PA)
Organizacao:
Ponto de Fuga
Centro de Estudos e Memoria da Juventude Amazonica

Manaus Comic Con

Em julho aconteceu a Manaus Comic Con
http://www.hwww.d24am.com/plus/literatura/manaus-comic-con-espera-seis-mil-amantes-dos-quadrinhos/28620

SUDESTE
1º Encontro Estúdio Ely Barbosa neste sabado


Evento criado por Eliete Barbosa.
http://www.facebook.com/event.php?eid=248457985196061
Encontro dos ex-funcionários/colaboradores do Estúdio Ely Barbosa para relembrar tempos divertidos e contar muitas histórias!
8 de outubro de 2011 (neste sábado)
Das 18h00 as 21h00
Se tiver alguma "relíquia", leve.
Antigo Estúdio Ely Barbosa - Atual Estúdio Plug & Play
Avenida Indianópolis, 1337, Planalto Paulista
São Paulo
Homenagem no flog Art3-Xpresion
http://www.fotolog.com.br/art3_xpresion/73386483

Ilustradores no 48º SketchJazz

Amanhã, quinta-feira
Paribar Blues Festival
No show de Celso Salim e Rodrigo Mantovani.
O bar Paribar fica no centro de São Paulo, bem próximo ao metrô Anhangabaú e
ao metrô República. Começaremos as 19:30h, mas dá para chegar a qualquer
hora. Não haverá reservas. Os participantes devem se acomodar conforme
chegarem, como em um show normal em bar. E haverá duas entradas, facilitando
para quem precisar chegar mais tarde.
No show de amanhã, o duo mostrará uma seleção de músicas clássicas do
Country Blue e das origens do Blues elétrico.
Será uma boa oportunidade para se conhecer o SketchJazz! (sessões de desenho
de observação realizados durante shows ao vivo).
Endereço:
Bar Paribar
Praça Dom José Gaspar, 42
São Paulo (São Paulo, Brazil)
Data:
quinta-feira, dia 6/10, a partir das 19:30
Convite do evento no Facebook:
https://www.facebook.com/event.php?eid=295263730488449
Paribar Blues Festival:
http://pbfestival.wordpress.com
SIte do SketchJazz!:
http://www.sketchjazz.org

Sergio Macedo no CCJ, V. Nova Cachoeirinha, Sao Paulo (SP)

Na série Diálogos desse mês de outubro no CCJ, estará o prestigiado autor de HQ brasileira, que morou na França e Taiti, Sérgio Macedo (dia 8 no CCJ).
Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato. Centro. Dia 7, 14h
Compareçam e divulguem, pois Sergio Macedo foi um dos pioneiros a desbravar a Europa com seus quadrinhos brasileiros de temático nacional mixada ao fantástico, e é importante para a história dos quadrinhos brasileiros.
Além disso, Gazy Andraus vai falar de seus trabalhos nas HQ e literatura, na biblioteca Monteiro Lobato, dia 7, sexta.
Para mais informes :
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/revista/index.php?p=3629
DIÁLOGOS: “SÉRGIO MACEDO”
O projeto Diálogos do CCJ promove esta palestra com Macedo, quadrinista brasileiro que publicou ilustrações na revista Planeta e nos jornais Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.
Na Europa, seus álbuns têm tradução em oito países e, nos Estados Unidos, seu livro “Lakota: an Illustrated History” foi premiado com o Benjamin Franklin Award como Melhor Obra Multicultural. Em 2007, recebeu no Brasil o troféu HQMIX, na categoria Grande Mestre.
| Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso – Espaço
Sarau. Zona Norte. Dia 8, das 16h às 18h. Grátis

O ESCRITOR NA BIBLIOTECA
GAZY ANDRAUS
Escritor, poeta, autor de fanzines e de HQs de
temática fantástico-filosófica, Andraus faz parte
do projeto HQMente, em que histórias em
quadrinhos são elaboradas a partir de textos de
divulgação científica. Entre suas publicações,
está o conto “O A-Final”.

Lançamento de Todo mundo é feliz

HQ de Mateus Acioli.
O quê? Lançamento de Todo mundo é feliz, de Mateus Acioli
Quando? 11 de outubro, terça-feira, véspera de feriado
Onde? Galeria Vermelho - Livraria Tijuana (Rua Minas Gerais, 362, Higienópolis, São Paulo. Veja endereço no mapa: http://g.co/maps/5h2ju)
Que horas? a partir das 20 horas
Mais informações?
Mande-nos um e-mail, siga-nos no Twitter
(@balaoeditorial) ou procure-nos no Facebook
http://www.facebook.com/balaoeditorial

18ª Fest Comix, São Paulo (SP)

http://www.comix.com.br
De 14 a 16 de outubro
Centro de Eventos São Luís
Rua Luis Coelho , nº 323, metrô Consolação.
A rua fica paralela com a Av Paulista.
Ingresso R$ 10,00 ( a meia) e R$ 20,00 ( a inteira).
A Comix Book Shop, maior empresa especializada na venda de quadrinhos, tanto nacionais quanto estrangeiros, realiza todos os anos o evento Fest Comix. Este ano ocorrerá a 18ª edição, em São Paulo. O fest Comix é uma ótima oportunidade para quem procura por bons preços e muita diversão: são mais de 350 mil revistas em ofertas, a partir de R$1,00; há também muitas outras atrações no evento, como concursos, palestras, exposições, entre outras coisas que mudam de ano para ano.

AQC-ESP em palestra na Fest Comix
Tema: "O Mercado Atual dos Quadrinhos Nacionais":
Worney de Souza, Fernando dos Santos, Bira Dantas e Rodrigo Febronio (Banca de Quadrinhos)
http://comix.com.br/blog
Dia 14/10, sexta-feira
16h00

CURSO COM MARCO ANTONIO CORTEZ

http://www.studiocortez.com.br/
Possui mais de 25 anos de carreira como ilustrador, quadrinista e diretor de arte. Participou de projetos como: Senninha / Instituto
Ayrton Senna, filmes para Disney Television e ilustração para diversos livros didáticos.
Nessa palestra, Marco dará dicas de como entrar no mercado editoral, aprimorar o trabalho de ilustração, das estratégias de produção, como cobrar e fechar contratos e qual é a expectativa dos editores de arte em relação ao portfolio.
DIA 24/10 DAS 19:30 AS 21HS
LOCAL: RUA LEANDRO DUPRET, 741 – PRÓXIMO AO METRÔ STA CRUZ
DIA 26/10 DAS 19:30 AS 21HS
LOCAL: CENTRO COMERCIAL ALPHAVILLE - ALPHAVILLE PRÓXIMO AO NOVO SHOPPING IGUATEMI.
Destinado a ilustradores, artistas gráficos, estudantes e aspirantes.

Carga horária: 1:30hs
Número de Vagas: 15 (reservar vaga)
Investimento: R$ 10,00
Informações e reserva de vagas SOMENTE POR EMAIL:
cursos@studiocortez.com.br

38º Salão Internacional de Humor de Piracicaba (SP)

http://salaodehumor.blogspot.com
Ate' 16 de outubro
No Engenho Central

XVIII Salão Nacional de Humor de Ribeirão Preto (SP)

http://www.ribeiraopreto.sp.gov.br/scultura/humor/2011/i14principal.htm
Ate' 13 de outubro
No Centro Cultural Palace

Rio Comicon (RJ)

http://www.riocomicon.com.br/
De 20 a 23 de outubro de 2011
Leopoldina

11º Salão de Humor de Caratinga (MG)

http://salaodehumordecaratinga.blogspot.com/
Exposicao de 10 a 30 de outubro de 2011.
Casa Ziraldo de Cultura

Festival Internacional de Quadrinhos Belo Horizonte (MG)

http://fiqbh.com.br/
Bira Dantas vai mediar a mesa de debates com Young e Sun em "Painel Coréia do Sul”
12/11 (Sábado) 20h na Arena
- Chon Kye-young (천계영) é uma desenhista de manhwa da Coréia do Sul. Nascida em 10 de dezembro de 1970, Chon se formou em Direito pela Ehwa Woman University, mas o sucesso de seus quadrinhos foi mais forte que sua carreira de advogada. Em 1996 ela ganhou o concurso Quadrinista Iniciante da revista Wink, e duas vezes o prêmio “Manhwa de Hoje” do Ministério da Cultura da Coréia do Sul: em 1999 pela série “Audition” e novamente em 2010. A série “Audition” já foi publicada em vários países, e foi adaptada em um longa-metragem de animação. Seus outros trabalhos incluem “Unpluged Boy”, “The Club”, “DVD” e “The Girl In High Heels”.
Site oficial: http://www.k-young.info
- Park Sang-sun (박 상선) é uma quadrinista coreana. Formada em design pela universidade de Kukmin, na Coréia do Sul, em 1994 desenhou seu primeiro trabalho, a série “Illusion”, e a partir dali fez várias outras séries e livros, como “Broken Toy”, “The Lost Wings “, “Requiem of the Soul” e “Jewels”. Seu livro mais conhecido, “Tarot Café”, já foi publicado no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos, e fala sobre um misterioso café londrino onde seres sobrenaturais fazem consultas espirituais nas cartas de tarô da dona do estabelecimento. A série foi publicada no Brasil pela editora NewPOP.

SUL
Cartucho (Encontro dos Cartunistas Gaúchos), Santa Maria (RS)


http://cruzaltino.blogspot.com/2011/09/o-1-dia-do-8-cartucho.html
Todos os anos, cerca de 15 cartunistas do estado são convidados para participarem do Cartucho. A 8ª edição aconteceu nos dias 23, 24 e 25 de setembro.

CINECLUBE RETRO EM SANTA MARIA (RS)
Final de ano é época de Cineclube Quadrinhos S.A.!
Que agora na sua 4ª edição, embasado no tema "Retrô", e trazendo ao público mais longas-metragem que tiveram suas origens no papel e nanquim.
Os filmes a serem exibidos serão os seguintes:
07/10 - Dick Tracy (Comentários: Marcel Ibaldo)
14/10 - Ed Mort (Comentários: Bício)
21/10 - Rocketeer (Comentários: Marcel Jacques)
28/10 - Scott Pilgrim Vs O Mundo ( Comentários: Gulherme Hollweg
Como de habitual, o Cineclube tem entrada franca, e será exibido todas as sextas-feiras do mês de outubro, as 19:00,
no Auditório da Prefeitura Municipal de Santa Maria, localizada na Rua Venâncio Aires, 2277.
Confira o Teaser Trailer do Cineclube:
http://www.youtube.com/watch?v=nHC0S2NYJws
Para mais informações acesse:
http://quadrinhossa.blogspot.com/

Gibicon Curitiba (PR)

http://gibicon.com.br
De 15 a 17 de julho.

Documentário Claudio Seto, Samurai de Curitiba
http://gibitecadecuritiba.blogspot.com

Mais um evento imperdível para os amantes de quadrinhos.
Foi lançado o DVD do documentário sobre a vida e obra de um dos precursores do mangá no Brasil. Dirigido por Roberval Machado e José Padilha, o filme conta a trajetória do jornalista, artista plástico, escritor e quadrinista, Claudio Seto. Entre diversas e ecléticas atividades Seto foi editor da Grafipar, editora local que nos anos 80 inundou o mercado com HQs de aventura, terror e erotismo. Seto também foi meu professor de quadrinhos na Gibiteca de Curitiba.

Mais dicas de Saloes de Humor e concursos de HQ
http://caricalendario.blogspot.com
http://www.brazilcartoon.com/

4 de out de 2011

Conheça a Quadrinhopole Digital

Enviado por Leonardo Mello

A Quadrinhópole originalmente era uma revista de quadrinhos nacionais, tendo sido publicada de forma independente no período de Outubro/2006 a Outubro/2009, chegando a ganhar o Prêmio HQMIX de Melhor Revista Independente de Grupo.
Agora, Leonardo Melo, o editor da revista, decidiu transformá-la numa editora e distribuidora de quadrinhos digitais, objetivando o mercado mundial. A idéia é que os usuários possam acessar as HQ’s adquiridas pelo site (pagas ou gratuitas) de qualquer mídia, ou seja... PC’s, notebooks, tablets e afins, embora o maior foco seja o ipad.
O site da editora contempla também uma rede social interativa, na qual os usuários podem ver o que seus amigos estão lendo, que nota deram para essas HQ’s, comentários sobre elas, twittar, curtir, etc.
Apesar de ter estreado há pouco tempo, a QD Comics já conta com uma ampla gama de títulos disponíveis e o número de usuários está crescendo a cada dia. Ainda, a nova editora diz que estará sempre à procura de parcerias... tanto de outras editoras ou autores que queiram distribuir seu material online, quanto de artistas que queiram produzir e publicar seu próprio material. Aos interessados, basta entrar em contato através do site oficial: www.qdcomics.com.

ISCOLA, O CRIME - DE ROSE ARAUJO


(Bira Dantas)
Outro lançamento importante, este do Rio de Janeiro, "Iscola, o crime" compila tiras geniais publicadas no Blog da autora e em coletaneas "Tiras de Letras" da Editora Virgo, de Mario Mastrotti. Rose mostra incrivel humor ao retratar cenas tao dramaticas que vivemos no dia-a-dia de nossas vidas urbanas.

Veja o Blog:
http://www.rosearaujocartum.blogspot.com
"Algumas páginas do livro de tiras da "Iscola... o Crime". O projeto gráfico, que remete aos antigos cadernos pautados, foi desenvolvido em parceria com o designer Luis Saguar .
Como todo bom caderno de antigamente, não poderia faltar nesse também a etiqueta de identificação na capa, que vem acompanhada de uma cinta preta, semelhante a tarja que encobre os olhos de uma das personagens do livro. Ainda tirando partido da memória afetiva dos leitores, numa das páginas iniciais há um espaço reservado para que seu dono coloque seu nome, turma, série e ano.
Além das tiras, fragmentos de reportagens e de trabalhos escolares pontuam a publicação.

COMPRA ON-LINE
Para comprar o livro de tiras "Iscola... o crime" autografado envie um e-mail para
contato@rosearaujo.com
com o assunto (subject) COMPRA.
Especifique seu nome, endereço completo e a quantidade de livros.
Com essas informações, responderei encaminhando o valor a ser
pago e meus dados bancários.

ROSE ARAUJO
Cartunista, desde 1998, do jornal Extra (Revista Canal Extra) - RJ, com a tirinha "Os Amigos da Lis" e, a partir de 2007, do Jornal Graphiq - SP,com a tirinha "Iscola... o Crime". No início de 2006, foi convidada para ser uma das representantes do Brasil na exposição “As Mulheres Criadoras e a Arte da Caricatura”, que contava com a participação de 42 desenhistas de 23 países e percorreu até 2008 países como: Peru, Espanha, Portugal, México, Itália, Cuba e Estados Unidos. Designer. Autora, em parceria com o amigo Luis Saguar, do texto e do projeto gráfico do Almanaque do Ziraldo e da Edição Comemorativa FLICTS40 da Editora Melhoramentos. Autora dos livros infantis: Os Amigos da Lis / Simplesmente Lis / Eu sou o Zil / Doce Mel / Era uma vez o Sal - Editora Zeus/Ediouro. Participou da coletânea TIRAS DE LETRA até debaixo d'água (2008), TIRAS DE LETRA na batalha (2009) e TIRAS DE LETRA nota dez (2010) - Editora Virgo. No início de 2010 participou da Revista Subversos nº6.

XIRU LAUTERIO, DO BYRATA, QUADRINHOS GAUCHOS


(Bira Dantas)
Recebi a incumbência de ser o embaixador do Xiru em São Paulo.
Baahhhhhh! Tarefa fácil, haja visto que fui com a cara deste herói dos campos gaúchos, na primeira olhada de esgueio e fiz até uma tira do meu Tatu-man com o dito-cujo.
Aventura, regionalismos, ficção, ação, dinossauros, peonices, comilança e muito chimarrão, que ninguém é de ferro.
Se Byrata não desenhasse tao bem, valeria pelo "story-telling" (de primeira linha), se não tivesse isso, valeria pelo roteiro, escrito com maestria dos grandes. Se não fosse por tudo isso, valeria pelo humor e falas gauchescas, que tanto agarrei a curtir. Roteiro, desenho, arte-final de Mestre! Byrata é tudo isso. Um Mestre mesmo com "M" maiúsculo, como Flavio Colin, Shimamoto, Jayme Cortez, Nico Rosso, Eduardo Vetillo, Zalla e Colonese. O cabra é bom em tudo, do desenho a arte-final, do básico ao acabamento. Por isso, guri, largue dessa externet (internet é pra dentro, pra fora é externet mesmo, como explicou o mecânico Paulão da Grande Familia) e procure adquirir o seu exemplar, ferva água, prepare o mate na cuia e sorva, chimarrão e Xiru Lauterio, sem moderações, tchê.

Extraido do Blog do Byrata:
"Após mais de quatro anos de trabalho, foi lançado o novo álbum em quadrinhos do Xiru Lautério. Uma eletrizante aventura com 100 páginas de emoção.
1.116 horas trabalhadas + 800 desenhos = 371 tiras e 100 páginas de quadrinhos!
Byrata explica a epopeia:
"A execução deste trabalho foi iniciada em 2007 e a última página foi finalizada no dia 20 de agosto de 2011. Como o autor precisava sobreviver, muitas vezes abandonou-o, relegando-o ao segundo plano, para depois retomar novamente. Durante esse tempo todo, foram realizados mais de 800 desenhos, dispostos em 371 tiras, que compuseram 100 páginas de quadrinhos, uma verdadeira super produção de HQ.
O material gasto gira em torno de: 150 páginas de rascunho, 110 páginas de papel A4, gramatura 180, para arte final, 2 tubos de nanquim profissional TRIDENT, de 20 ml, cada. 2 pincéis finos, 01 e 02, 15 canetas STAEDTLER, pigment liner, 0.3 e 0.6. Vários pacotes de erva mate, além de muita paciência, pesquisa e persistência.
Foi um prazer imenso desenhar esta história, sobre a qual me debrucei por muitas horas, durante inúmeras manhãs, tardes e noites e em muitas madrugadas adentro, por vezes solitário, mas sempre na companhia dos meus fiéis cães Jack e Cabo Toco. O Jack, velhinho e alquebrado, não aguentou esperar e subiu. Contei também com a inestimável companhia dos amigos e familiares e agora posso, finalmente comemorar o final deste prazeroso trabalho”.

Um personagem gaúcho e brasileiro:
Xiru Lautério, o personagem criado por Byrata, é quase triássico. Nasceu na década de 70 quando foi publicado em tiras semanais, nas páginas dos jornais O Semanário, de Tupanciretã e Diário Serrano de Cruz Alta.
Em 1975, por iniciativa do autor, todas essas tiras foram reunidas e publicadas numa revista, impressa pela Gráfica Metrópole de Porto Alegre, com apresentação de Antônio Augusto Fagundes.
Já na década de 80, o personagem voltou a ser publicado em tiras diárias no jornal A Razão, com o episódio Xirú Lautério Contra a Morte. Essa história gerou outra, inédita, intitulada O Náufrago, que se encontra engavetado até os dias de hoje, aguardando oportunidade para ser publicada.
A história do Xiru e os Dinossauros também foi concebida há bastante tempo, mais precisamente no início da década de 90, quando seu autor tomou conhecimento da história dos fósseis encontrados em Santa Maria e região. Estimulado pela criação do Quadrinhos SA - Núcleo de Quadrinhistas de Santa Maria e com o surgimento do fanzine Quadrante X, publicação periódica do Núcleo, Byrata passou a desenvolver essa história em partes de 4 a 5 paginas cada uma.
Em 2007, é lançado o Xiru Lautério e Os Dinossauros I, com a coleção das tiras publicadas no Quadrante, apresentando a primeira parte dessa história que agora se completa com a publicação da segunda parte intitulada Xiru Lautério e Os Dinossauros II - Campereando na Pré-História.
Tanto tempo entre uma publicação e outra se devem, como já foi falado, a necessidade de sobrevivência do autor, que se dedica profissionalmente a produção gráfica, ilustrações e a promoção de palestras, cursos e oficinas de desenho e histórias em quadrinhos, mas também porque, após lançar a primeira parte do Xiru e os Dinossauros, Byrata foi contratado para fazer uma aventura de seu personagem contando a história do Esquadrão Centauro, que em 2008 comemorou seus 30 anos de existência. Esse trabalho foi desenvolvido em oito meses, envolvendo a criação de pesquisa, roteiro e quadrinização, resultando em um magnífico álbum de 56 páginas de quadrinhos, que não contou somente a história do Esquadrão Centauro, mas a da aviação no mundo, a da Força Aérea Brasileira e da aviação em Santa Maria.
O álbum foi intitulado Xiru Lautério e Os Centauros e foi distribuído entre as principais unidades da Força Aérea Brasileira e foi indicado juntamente com o Xiru e Os Dinossauros I, para o prêmio Ângelo Agostini, que reconhece o trabalho dos principais quadrinistas brasileiros.

Xiru e os dinos, a saga agora se completa:
Dois temas importantes e universais fazem parte deste enredo: a Formação de Desertos no Rio Grande do Sul e os Dinossauros e Répteis do Período Triássico no Rio Grande do Sul, cujos fósseis são encontrados em abundância na região central de nosso estado e principalmente em Santa Maria, considerada o berço mundial dessas criaturas pré-históricas.
Através de uma história de humor e ficção Byrata pretende provocar no leitor a reflexão sobre esses temas importantes e sempre atuais, garantindo também o interesse pela leitura desse episódio em que o Xirú, herói tipicamente gauchesco ganha força e vitalidade, sempre na busca pela criação de um personagem genuinamente brasileiro."


Mais infos:
http://byrata.blogspot.com
Contato e pedidos:
byrata@hotmail.com

3 de out de 2011

EUROQUADRINHOS: TOQUES DO PEDRO BOUçA


Quem quiser acompanhar as noticias do Pedro:
http://br.groups.yahoo.com/group/EuroQuadrinhos/
Para entrar no grupo envie e-mail para
EuroQuadrinhos-subscribe@yahoogrupos.com.br
Quem quiser ler as dicas mais antigas, acesse o blog:
http://euroquadrinhos.wordpress.com
hunter_bouca@yahoo.com.br

Sáb, 1 de Out de 2011
1. BD EM UK

Mais ingleses fascinados por Blake e Mortimer.
O crítico do Forbidden Planet parece ter amado "O Santuário de
Gondwana", uma aventura (injustamente) criticada quando de sua
publicação na França:
http://forbiddenplanet.co.uk/blog/2011/blake-mortimer-%e2%80%93-i-find-much-to-praise-at-the-gondwana-shrine-and-find-beauty-and-brilliance-in-the-details%e2%80%a6/

2. ORIGINAIS

Maior leilão de originais de quadrinhos de todos os tempos!
http://bd75011.blogspot.com/2011/09/vente-aux-encheres-speciale-jacques.html
Os herdeiros de Jacques Martin vão colocar em leilão os arquivos do
autor!
São TRÊS álbuns completos (o primeiro Alix e o primeiro Lefranc
inclusos!) e peças individuais preciosas, como a página de teste
que Martin fez de Blake e Mortimer e a famosíssima página "falsa"
de Tintim que ele fez com Bob de Moor!
As peças em leilão valem uma fortuna!
Eu tenho é um pouco de pena que o patrimônio do Martin será disperso
aos quatro ventos. Dava até para fazer um museu com um acervo
desses...

3. MORTE DE BONELLI

http://www.bleedingcool.com/2011/09/26/sergio-bonelli-passes-aged-78
Grande tragédia.
Na minha opinião, Sergio Bonelli era o melhor editor de quadrinhos
do mundo em atividade. A editora fundada por seus pais cresceu e
diversificou- se nas mão dele, que resistiu à tentação (ao contrário
da Astorina, de Diabolik) de simplesmente publicar apenas Tex. Isso
permitiu séries como Dylan Dog, Nathan Never e minha favorita Martin
Mystère, todas obras marcantes do quadrinho italiano, verem a luz do
dia. Para não falar em experiências como a magnífica série Um Homem,
Uma Aventura.
Isso se reflete também em seu trabalho como escritor. Como escritor
de Tex, Sergio Bonelli (que assinava Guido Nolitta) trilhou um
caminho bastante diferente do de seu pai, com aventuras menos
convencionais e mais humanas e realistas. A crueza do Oeste Selvagem
era melhor refletida na obra de Sergio do que na de seu pai.
E quando chegou o momento de criar novas obras, Sergio Bonelli
inovou com um faroeste atípico, Zagor, muito influenciado por Tarzan
e os super-heróis americanos e com pitadas de ficção científica e do
que seria mais tarde denominado steampunk.
Não contente com isso, Bonelli criou uma outra HQ inovadora, Mister No.
Uma espécie de faroeste moderno ambientado na Amazona brasileira
dos anos 50, Mister No foi talvez a HQ estrangeira que melhor
utilizou o Brasil como ambientação. As edições assinadas por Bonelli
são invariavelmente excelentes, mas após sua saída da série esta
entrou em uma longa decadência que eventualmente a levou ao
cancelamento, após cerca de vinte anos.
Apesar de ter se afastado da escrita nos últimos anos, Bonelli foi
ativo até o fim, ajudando a criar novas obras e mantendo viva a
chama do quadrinho tradicional italiano.
Não sei quem irá sucedê-lo, mas este sem dúvida é o fim de uma era!

4. TINTIN

Jean-Pierre Talbot, o ator que fez o papel de Tintim nos filmes dos
anos 60, é entrevistado no número atual de L'Immanquable:
http://www.limmanquable.com/interview-jean-pierre-talbot.html#interview
Da última vez que eu vi a cara dele, faz uns 15 anos, ele parecia o
Tintim com 50 anos (já meio careca e enrugado...) . Agora ele
finalmente está parecendo o senhor de idade que é, mas é fascinante
a semelhança que ele tinha com o personagem!

5. LISTA DOS CONVIDADOS DA RIO COMICON

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/979233-rio-comicon-divulga-lista-dos-14-artistas-internacionais-confirmados.shtml
Realmente o evento tende ao material alternativo. Baudoin é um dos
ícones do quadrinho alternativo francês, Trondheim é fundador da
L'Association e, apesar de ser o mais mainstream da turma, fez fama
no material alternativo, enquanto Debeurme e Lust são alternativos
até a medula.
Isso se reflete em todos os outros. O único autor comercial convicto
é o Chris Claremont! Talvez a organização devesse estudar um maior
equilíbrio entre os autores comerciais e alternativos, para não
alienar o público.
Mais infos:
http://www.riocomicon.com.br/

6. SUCESSAO NA BONELLI

O grande Sergio Bonelli
não está mais conosco, mas há literalmente centenas de pessoas cuja
vida depende da editora que ele tão habilmente administrou por
tantas décadas. Eu já tinha discutido o assunto com o Zeca e outras
pessoas que conheciam bem o homem e parece que a situação está mais
ou menos assim:
Davide já estava envolvido com o trabalho da editora. Ele parece
ter tido um interesse tardio pelo trabalho editorial e não pôde,
portanto, absorver tudo que poderia da convivência com seu pai, mas
Sergio Bonelli o rodeou de editores hábeis e competentes que podem
compensar essa deficiência. Assumindo que ele esteja aberto a seus
conselhos, claro!
Deve ser dito que o melhor editor de quadrinhos dos EUA (Bill Gaines,
da EC Comics) não sabia NADA sobre quadrinhos quando foi forçado a
assumir a editora após a morte prematura do seu pai, mas estava
rodeado de bons assessores (Al Feldstein e Harvey Kurtzman, por
exemplo) e, com ajuda deles, criou uma linha de quadrinhos que
tornou-se lendária (para não falar na revista MAD!), então há
precedentes. Sendo que Davide já tem alguma experiência editorial e
uma editora em excelente saúde financeira para começar, ao contrário
de Gaines.
Mesmo que Davide se revele um editor excepcional, porém, há outros
fatores a levar em conta:
a) Boa parte das séries da Bonelli são deficitárias. Aí incluídos
materiais respeitados como meu favorito Martin Mystère. Bonelli
substituiu um grande número de séries deficitárias (Mister No,
Magico Vento, Nick Raider...) por mini-séries ainda em vida, mas
mantinha algumas por apreço ao material. A tentação de cancelar essas
séries é grande. E a de cancelar tudo menos os campeões de vendas
Tex e Dylan Dog é maior ainda! A editora Astorina vive de publicar
APENAS Diabolik - e a Bonelli viveria muito bem publicando apenas
Tex e Dylan Dog. Isso seria bom para as finanças da Bonelli, mas um
golpe mortal na diversidade dos fumetti!
b) Muitas das séries deficitárias dão emprego a DEZENAS de autores.
A Bonelli não parece ter nunca demitido um artista (alguns saíram
por livre e espontânea vontade para outras freguesias), mesmo quando
estes ficam demasiado idosos e claramente inadequados para a função
(vide os últimos trabalhos do Letteri). Esse paternalismo pode
terminar! O mercado de fumetti está em decadência e ninguém obriga a
Bonelli a sustentar toda essa gente. Levando em conta que a Bonelli
já tinha absorvido um grande número de autores espanhóis quando a
indústria de quadrinhos daquele país entrou em colapso, pode-se
imaginar o desastre para os quadrinhos que seria se repentinamente
ela decidir botar na rua um grande número de autores.
c) Número atrasados. A Bonelli tem em estoque praticamente TUDO que
publicou nos últimos 20 anos! Basta ir no site e verificar, você pode
encomendar, por exemplo, TODOS os números da série regular do Tex
(entre a série original e republicações) de uma vez. Até onde eu sei,
NENHUMA outra série de 500+ números NO MUNDO tem essa
disponibilidade! Pelo que me disseram, essas edições ficam estocadas
em um gigantesco armazém nos arredores de Milão cujo terreno
valorizou bastante nos últimos 20 anos. Destruir esses exemplares e
vender o armazém poderia render milhões para a editora, mas acabaria
com a fantástica disponibilidade de números atrasados da Bonelli e
tornaria o trabalho de colecioná-los MUITO mais complicado.
d) Em um ponto mais positivo, Sergio Bonelli nunca foi grande
apreciador da tecnologia. O site da Bonelli é bom, mas não é possível
se enviar um mail para a editora nem há projetos de criação e/ou
venda de HQs em formatos digitais. É possível que isso mude.
e) Igualmente, Sergio Bonelli era contra a publicação de anúncios
pagos em suas HQs. Ora, esses anúncios são uma EXCELENTE fonte de
renda. Para citar um exemplo, eu uma vez peguei uma revista Topolino
(Mickey) italiana e fiz as contas de quanto ela faturava com
anunciantes (os preços dos anúncios estão no expediente da revista, o
que facilitou a tarefa). Cheguei à conclusão que ela devia faturar
MAIS com isso do que com a própria venda de exemplares - e a
Topolino vende MAIS do que Tex (cerca de 200 mil exemplares, por
semana!)! Portanto não fiquem surpresos se começarem a aparecer
anúncios do método Carlo Atlante ou do Instituto Universal Italiano
nas Tex italianas. Aceitem isso, porque pode salvar a vida de muitas
séries!
(Os leitores brasileiros não têm com que se preocupar. A Mythos não
anuncia porque não consegue arrumar anunciantes. ..)
Em suma, muita coisa pode mudar e eu sinto que até o final do ano
haverá uma enorme quantidade de notícias - boas e más - vindas da
editora.