30 de set de 2011

O ESTADO DE GRAÇA, SEÇÃO DE HUMOR DO JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO






(Joao Antonio Buhrer)
"O jornal O Estado de São Paulo sempre foi mais sério, nem mesmo suplemento diário de cultura tinha, o Caderno 2 data da década de 1980. Tinha evidentemente o suplemento literário, de renome, isto vinha de décadas, desde os anos 1950. Depois do suplemento HUMOR, que não durou tanto, houve o O ESTADO DE GRAÇA. Uma página , a cargo se não me engano do staff da revista BUNDAS. O próprio titulo " O Estado de Graça", tem jeito de ser criação de Ziraldo. Muito bem bolado. Posso estar enganado, mas arrisco a dizer. Como estes "arquivos incríveis" foram feitos por mim para descobrir coisas, mais pergunto que afirmo, não tenho problemas em arriscar palpites. Fiquem então com esta seção , que também não durou muito.
os "Arquivos incríveis de João Antonio" que são todos de graça, aqui pela mágica da internet ninguém paga nada."
Basta enviar e-mail e pedir:
jabuhrer.almeida@gmail.com

HISTÓRIAS DE RIR E SENTIR DE PEDRO BLOCH ILUSTRADO PELO VERDE ZIRALDO



"Pedro Bloch tem uma série de livros em que compila o que as crianças diziam no seu consultório médico ou no dia da vida. Anotava tudo e isto virava livro. Um deles é este aqui , ilustrado pelo "verde" Ziraldo, no início dos anos 1960. O desenho dele só explodiria em cor e traço na segunda metade dos anos 60, em minha opinião. E de lá pra cá seu desenho é impar, reconhecido a kms de distancia."
(Os arquivos incríves de João Antonio Pinto)

EROTISMO POR ÁLVARUS


"O caricaturista ÁLVARUS (Álvaro Cotrim), foi dos mais festejados caricaturistas do Brasil. Foi daquela geração intermediária, entre J.CARLOS e os modernos JAGUAR , FORTUNA e ZIRALDO. Na década de 1950 ele já achava que seu traço tinha envelhicido, no que não concordo. Deixou de desenhar e foi publicar ensaios sobre artes gráficas e caricatura, coisa que já vinha fazendo desde o começo dos anos 40 , na revista Vamos Ler. Intensificou estes artigos , para O Cruzeiro, Manchete, Jornal do Brasil, Fairplay e Ele & Ela. Enfeixei neste emaisl alguns ensaios sobre erotismo, para a revista Ele & Ela, na década 1970. O texto dele era elegante porem meio passadista, cheio de adjetivações. A despeito disto é cheio de informações, que é o que mais interessa no caso. Principalmente sobre os artistas e detalhes das obras gráficas. E muito melhor ainda era seu acervo, biblioteca que chegou a reunir parte substancial do que se publicou na caricatura mundial. Pelo que soube sua biblioteca dispersou-se, foi vendida a colecionadores. Um crime cultural pois ela devia ter sido preservada na sua integridade pois não havia nada no genero no Brasil, talvez até no mundo. Isto não sei dizer, mas no Brasil era sem dúvidas. A revista tratava seus textos com muito carinho, dava a eles status de artigo especial. Eram publicados fora de paginação da revista, com destaque especial. E era mesmo. Reuni quase tudo que ele publicou por aí, o que daria um bele livro. Quem sabe algum editor não resolva me procurar preu emprestar isto? Tomara."
(os arquivos incríveis de joão antonio cotrim)

Mais "arquivos incríveis" na Web:
http://www.bigorna.net/index.php?secao=arquivosincriveis
http://guisalla.wordpress.com/2009/07/01/incriveis-arquivos-joao-antonio-buhrer-almeida-o-coletor/

16 de set de 2011

É HOJE: 23° TROFÉU HQMIX EM SAMPA!


19:30
Teatro do SESC Pompeia
Rua Clélia n°93
Lapa – São Paulo/SP

Entrada gratuita
(retirar convite na portaria uma hora antes do evento)

Organizacao:
ACB- Associação dos Cartunistas do Brasil
IMAG- Instituto do Memorial de Artes Gráficas do Brasil

HOMENAGEM AO CARTUNISTA GLAUCO
A cada ano a estatueta do troféu é modificada homenageando um grande personagem dos quadrinhos e humor gráfico brasileiro. Nesse ano o artista plástico Olintho Tahara esculpiu o personagem GERALDÃO do cartunista Glauco que faleceu prematuramente em março do ano passado. A Folha de São Paulo, onde Glauco publicava suas tiras e charges, reimprimiu o encarte “Gibi do Glauco” para distribuir gratuitamente para quem for ao evento.
Nesse ano haverá ainda outras novidades: também será distribuído o jornal HQMIX com informações sobre os premiados e homenageados. E uma coleção de 20 cards de desenhistas brasileiros ao estilo dos cards de basquete americanos. A idéia é iniciar uma coleção que será acrescida de mais 20 nomes a cada edição anual do HQMIX. A distribuição será apenas no local para quem assistir ao evento por ter uma quantidade finita.
A revista BRASILEIROS transmitirá ao vivo em seu site
http://www.revistabrasileiros.com.br
O documentário “Angelí 24 Horas”, da diretora carioca Beth Formaggini, será exibido às 19h30 no auditório do SESC Pompéia. Logo depois sobem ao palco os cerca de 44 agraciados com o “Geraldão” para os destaques de 2010.
Outra presença importante é da cartunista Ana Von Rebeur, presidente da FECO –Argentina. A FECO é a Federação Internacional de Cartunistas que luta pelos direitos e divulgação dos artistas do traço no mundo. Na ocasião será fundada a FECO – Brasil com a Dra. Sonia Bibe Luyten como presidente. Um acordo Brasil, argentina, Uruguai e Paraguai está a caminho por essa iniciativa.

BLOG EM HOMENAGEM A JIMMY SCOTT
http://www.artedejimmyscott.blogspot.com

(Bira Dantas)
No inicio da decada de 80, quando resolvi me dedicar a carreira de chargista, debrucei-me sobre jornais alternativos como Opiniao, Movimento, Versus e claro, Pasquim. A linguagem da charge, cartum e caricatura pulava aos olhos. Alem destes, Folha de S.Paulo, Estado SP, Gazeta Mercantil, DCI, O Globo e JB chamavam a atencao por trazerem trabalhos de Henfil, Ziraldo, Jaguar, Millor, Nani, Fortuna, Laerte, Conceicao Cahu, Jal, Novaes, Jota, Angeli, Paulo e Chico Caruso e tantos outros. Em O Globo, um me chamava atencao: Jimmy Scott. Alem da bela arte-final em bico de pena, com hachurado de mestre, um detalhe importante: o cenario de suas charges nao era genérico, um apinhado de prédios para mostrar o centro de uma cidade, o congresso para mostrar Brasilia... Jimmy Scott desenhava a Candelaria, a rua do Comercio, a avenida Presidente Vargas, o Bar Amarelinho, o Palacio do Catete e assim, ia retratando a cidade em suas charges que sempre traziam uma legenda com o local retratado nelas. Eu pensava que Jimmy Scott era inglês ou norte-americano, mas a duvida era: como ele retratava tao bem a cidade do Rio de Janeiro?
Elementar, meu caro Watson. Ele nao era nem um, nem outro. Era chileno. E morava no Brasil.
Roberto da Matta escreveu "O que faz o brasil, Brasil?", e faz com que nos reconheçamos como brasileiros nos mínimos e mais variados gestos. O livro foi ilustrado por Jimmy Scott, este chileno que trabalha com ilustrações desde 1958 e, no Brasil, colaborou no jornal O Globo, editoras e publicidade, segundo a pequena biografia no final do livro.
Ilustrou os livros "O avesso das coisas, aforismos" e "Caminhos de João Brandão" de Carlos Drummond de Andrade (Ed. Record), "O tesouro de Tico" de Walter Cunto, "Tajá e sua gente" de José J. Veiga, entre outros.
Segundo o grande caricaturista carioca Nei Lima, Jimmy Scott chegou ao Rio em 1977 e voltou ao Chile em 87. A exemplo de vários blogs de homenagens (como o do Jayme Cortez e Negreiros), foi uma grata surpresa ver este criado por Nei Lima que admira muito o seu traço solto.
http://www.artedejimmyscott.blogspot.com
Alem do Blog brasileiro, podemos acompanhar seu trabalho no Jornal El Mercurio aqui:
http://blogs.elmercurio.com/jimmyscott

JIMMY BIO
http://www.artistasplasticoschilenos.cl/biografia.aspx?itmid=957
http://elblogazodelcomic.blogspot.com/2008/02/jimmy-scott-dibujante-de-el-mercurio_07.html

LIVROS
Romildo Sant'anna escreve:
http://www.triplov.org/romildo/trans_brasil.html
"O desenhista Jimmy Scott, que é chileno, com nome gringo, e brasileiro pra chuchu, produziu instigante ilustração para o livro “O que faz o Brasil, Brasil?” de DaMatta. Vê-se um carro parado ao lado de uma placa de estacionamento proibido. Na situação, um majestoso triângulo humano, ocasionalmente afro-descendente: o guarda de trânsito vai aplicar a multa, mas o chofer, indignado, aponta a barriga gestante de sua mulher. Diante de tão perturbadora e implícita alegação, o bom policial, apurado, confabula com a caneta enfiada na boca, a matutar: “É proibido, claro, mas a madama está grávida! Que é que eu faço, Deus meu?”."
Veja suas ilustracoes aqui:
http://pt.scribd.com/doc/6374091/O-que-faz-o-brasill-Brasil-Roberto-Damatta

VIDEO
http://www.youtube.com/watch?v=PKPzs9n6hfE
El diario El Mercurio de Santiago es uno de los periodicos mas importantes de Chile.Hace mas de 18 años el dibujante Jimmy Scott labora en él. Su trayectoria, desarrollo y trabajo lo explica en una entrevista exclusiva con el periodista Jaime Huerta (Galo).
http://www.videoreportajes.cl

EXPO
Em 2008, fez parte em Brasilia da Expo "20 anos da Constituição" de Charges, caricaturas e ilustrações publicadas em vários jornais e revistas nacionais, durante o período de elaboração da Constituição - fevereiro de 1987 a outubro de 1988 -, compõem a exposição Salão de Humor da Constituinte. A mostra resgata os debates e as disputas no Congresso, bem como alegrias e frustrações reveladas pela sociedade brasileira, que acompanhava o trabalho de redação da nova Constituição.
http://www.inacio.com.br/interna.php?acao=comunicacao/noticias&date=05112008&id=18156&t=Exposicoes:+20+anos+da+Constituicao.html
Montada no hall entre as Alas Teotonio Vilela e Tancredo Neves, a mostra, que pode ser visitada até o próximo dia 19, apresenta 40 painéis com reproduções de trabalhos dos artistas Chico Caruso, Henfil, Jimmy Scott, Luiz Miguel Paiva, Paulo Caruso, Elisabeth, Ique, Rocha, Glauco, Goldman, Gougon, Hilde, Kacio, Lan, Lopes, M. Guilherme, Oscar e Spacca.
Durante a cerimônia, após receber do artista Kacio - um dos cartunistas que compareceram à abertura da exposição -, charges elaboradas especialmente para a comemoração dos 20 anos da Constituição, Garibaldi agradeceu o trabalho dos cartunistas e também o do ilustrador Gaetano Ré, que é servidor do Senado."

13 de set de 2011

1º Encontro Estúdio Ely Barbosa


Evento criado por Eliete Barbosa para o Clube do Ely Barbosa no Facebook.
http://www.facebook.com/event.php?eid=248457985196061
Encontro dos ex-funcionários/colaboradores do Estúdio Ely Barbosa para relembrar tempos divertidos e contar muitas histórias!
DIA
8 de outubro de 2011 (sábado)
Das 18h00 as 21h00
Se tiver alguma "relíquia", leve.
LOCAL
Antigo Estúdio Ely Barbosa - Atual Estúdio Plug & Play
Avenida Indianópolis, 1337, Planalto Paulista
São Paulo

ELY BARBOSA
Homenagem no flog Art3-Xpresion
http://www.fotolog.com.br/art3_xpresion/73386483

Ely Barbosa e Parisotto: Um depoimento
24/04/2011
(por Edson Parisotto)
"Era meados de outono de 1977. Mal acabara de fazer 14 anos quando me deparei com uma nova HQ dependurada em minha rotineira banca de jornais e revistas. Era um raríssimo lançamento de um título nacional e aquele fevereiro iria causar um forte impacto em minha vida para sempre. A número 1 de "CACÁ e sua turma" com o selo da Editora Abril custando 5 Cruzeiros (Cr$ 5,00) trazia a assinatura do até então desconhecido para mim Ely Barbosa. No trajeto de volta para casa a revista foi completamente absorvida. Depois disso foi relida inúmeras vezes até se perder na poeira o tempo. Mas a impressão causada se impreguinou em mim como tatuagem.

Ansioso pelo número 2, sem saber que a edição era bimestral, alguns dias depois fui para a Escola Marechal José Marcelino da Fonseca, no Barro Branco, zona norte de São Paulo, onde cursava o "ginasial". Aluno displicente perdia explicações dos mestres desenhando personagens de quadrinhos e desenhos animados. Uma de minhas pacientes mestras era Edith Mariz Omar, professora de... Desenho. A teia do destino estava sendo tecida ali. Edith me chama a sua mesa e ao invés do rotineiro sermão pelos meus relapsos sou convidado a visitar o estúdio do artista Ely Barbosa para uma entrevista de emprego. Estupefato, no dia seguinte, atravesso a cidade de metrô, desço na estação São Judas, pego um ônibus e desembarco na Avenida Ceci. O Estúdio era nos fundos de uma adega, o primeiro de três sobrados cujo aceso era por um corredor lateral à loja de bebidas. Parecia que eu estava entrando em outro mundo.
Fui recebido pelo próprio Ely Barbosa. Não havia mais ninguém naquela hora. Ely avaliou meus desenhos e me contratou. Como office-boy, o que causou certa decepção naquele imberbe aspirante a quadrinista. Destes dias guardo boas memórias. Conheci grandes profissionais como o Mingo, o Gerson, o Vila, o Carlinhos, o Waldyr, o Cidão entre outros. Conheci a maravilhosa família do Ely, a sempre dedicada dona Terezinha, a linda filha mais velha Eliete, o irriquieto Otávio que o Ely chamava de Tavinho e a caçulinha Lili que só muito mais tarde descobri que na verdade seu nome era Mareliz.

Minha primeira tarefa "artística" foi pintar os acetatos de parte da cena em que o personagem Nenê dança no famoso desenho animado para o comercial da DDDRin. Isso me encheria de orgulho vida afora. Numa dessas horas vagas em que ficava vagando pelo estúdio da Avenida Ceci escrevi uma história em quadrinhos com meus personagens preferidos: os Incríveis Amendoins. Na história um serelepe sobrinho do Capitão é apresentado como um novo recruta seu protegido. Os soldados amendoins eram desenhados com três grãos e o nanico Capitão com dois grãos, então desenhei o sobrinho como uma bolinha de um grão só e o chamei de Paçoquinha. Nunca amei tanto um personagem como esse em toda minha vida. Paçoquinha era meu primeiro alterego.
Então veio um turbilhão. A Roda Viva me arrastou para longe e destroçou aquele meu caminho. Fui jogado de um lado para outro sem saber a que vim. De vez em quando visitava o estúdio, já na Avenida Indianópolis onde continuei a trabalhar após a mudança da Avenida Ceci, e, inclusive, o novo estúdio na mesma Avenida Indianópolis onde o Ely se fixou até ele próprio partir. Ensaiava uma volta que nunca acontecia. Mas, pelo menos, me mantinha informado da evolução do estúdio. Contudo, um dia o afastamento foi extremamente longo.
Em finais do derradeiro ano 2000, no apagar das luzes do século XX eu senti forte desassossego ao lembrar, entre tantas outras vezes, de meu mestre Ely Barbosa. Havia muito não tinha notícia alguma. Não percebia mais nenhum trabalho seu na mídia e esta constatação me causou profunda inquietação. Localizei o telefone da casa do Ely no site da telefônica num sábado a tarde e liguei. Ely me atendeu. Identifiquei-me como o pai do Paçoquinha e fui imediatamente reconhecido e saudado. Com sua costumeira vivacidade, Ely me contou que estava iniciando um trabalho para o Baú da Felicidade num resgate aos disquinhos de historinhas de sua autoria para o mesmo Baú nos anos 70. Contei a ele que agora eu era programador e desenvolvia projetos de multimídia em cd-rom e internet e, empolgado, Ely me convida a revisitar o estúdio.

A partir daí passamos a ter uma incrível relação de amizade onde Ely me confiou muitas passagens de sua vida. Meu mestre se tornara meu grande amigo. Fizemos alguns projetos digitais juntos e foi por essa época que desenvolvi seu site pessoal que hoje só restou o backup do esboço, um layout que apresentei ao Ely e que hoje disponibilizo no link www.parisotto.net/sites/ely para apreciação dos fãs.

Com minha mudança para Itanhaém acontece um novo afastamento pouco antes de sua doença se agravar. Em 18 de dezembro de 2006 fiz minha última visita ao Ely em sua casa acompanhado de minha família. Falávamos-nos muito por e-mail e me impressionava ver o quanto Ely ainda lutava para por em prática seus projetos ainda que sua situação não permitisse. Passado pouco mais de mês depois desta visita, recebo um e-mail da Lili, convidando para a missa de sétimo dia de Ely Barbosa. Fomos prestar esta homenagem ao mestre e amigo que encheu minha cabeça de sonhos e projetos gostosos de apreciar.
Em 19 de janeiro de 2007, partiu um gigante que aqueceu durante anos a imaginação de tantas criancinhas e marmanjões com suas impressionantes criações, um cachorrinho alaranjado sempre com a língua de fora, crianças com fantasias de onça e de coelho, um Nenê cujos amigos coelhos eram uma Fofura, alguns moleques com camisa de times de futebol, frutas vivas que saltavam, cantavam e divertiam, patricinhas, um exército de amendoins... Então, pela primeira vez, Ely, Paçoquinha chorou.
Esta página é em sua homenagem. Para que todos se lembrem de sua passagem e para os mais novos se deliciarem com seu legado."

http://www.Parisotto.Net
edson@parisotto.com.br
http://facebook.com/parisotto.com.br

11 de set de 2011

BIRA DANTAS (MEMBRO DA AQC-SP) CONVIDADO A PARTICIPAR DO CARTUCHO, DA GRAFAR


http://pt.wikipedia.org/wiki/Grafistas_Associados_do_Rio_Grande_do_Sul
A GRAFAR - Grafistas Associados do Rio Grande do Sul é uma associação de artistas gráficos criada na década de 1980 no estado do Rio Grande do Sul, cuja história funde-se com a própria história do grafismo naquele estado e, dessa forma, com a própria história brasileira nessa área.
Embora o cartoon, a charge e as histórias em quadrinhos sejam, talvez, as técnicas mais difundidas nas atividades do grupo, a GRAFAR contempla artistas plásticos vinculados à qualquer expressão artística gráfica, reunindo profissionais e amadores de diversas áreas do grafismo no estado.
Desde sua criação, a GRAFAR tem sido um ponto de encontro entre artistas novatos e profissionais, entre mestres consagrados no Brasil e no exterior e profissionais em ascensão, além de proporcionar uma interface para a produção de eventos e publicações entre esses artistas e os produtores de arte brasileiros, sobretudo gaúchos.
Em 2003 aconteceu o 1º Cartucho - Encontro dos Cartunistas Gaúchos, realizado pelo Grupo de Risco nos dias 21, 22 e 23 de novembro, em Santa Maria (RS).

CARTUNISTAS CONVIDADOS
1 BIER (POA)
http://augustobier.blogspot.com/
2 EUGENIO (POA)
http://www.eugenioneves.cjb.net/
3 SANTIAGO (POA)
http://www.caminhosdosantiago.com.br/
4- HALS (POA)
http://www.estudiohals.blogspot.com/
5- ALISSON (RIO GRANDE)
http://www.vagaodohumor.com/novo_arquivos/artistas.htm
6- JOEL ALMEIDA (GIRUÁ)
http://joellalmeida.blogspot.com/
7- RICARDO FREITAS – O DONGA (ARROIO GRANDE)
http://www.dongadesenhos.blogspot.com/CON
8- ANDRE MACEDO (PELOTAS)
http://www.liborio.com.br/
http://manohead.deviantart.com/
9 - FABRICIO GARCIA – O MANOHEAD (GAROPABA)
http://www.blogger.com/profile/07371577667758368608
10 GREICE POZZATTO (CRUZ ALTA)
http://cruzaltino.blogspot.com/2011/09/exposicao-de-telas-e-mostra-cruzaltino.html
11 WAGNER PASSOS (RIO GRANDE)
http://www.vagaodohumor.com/novo_arquivos/artistas.htm
12 BIRA DANTAS (CAMPINAS, SP)
http://caricasdobira.blogspot.com/
13 GILMAR FRAGA (POA)
http://malcolmallison.lamula.pe/2011/02/16/caricaturas-do-gilmar-fraga/malcolmallison
14 GERALDO FERNANDES – GERALDO PASSOFUNDO (PASSO FUNDO)
http://www.geraldopassofundo.blogspot.com/

CARTUNISTA HOMENAGEADO: BYRATA
http://byrata.blogspot.com/

8 de set de 2011

Exposição “Ícones POP” da Música Brasileira, em Salvador

Caricaturas e ilustrações


Galeria Xisto Bahia
Rua General Labatut, 47, Barris (subsolo da biblioteca Central)
Salvador-BA
Abertura: 15 de setembro partir das 19h
Visitação: 16 de setembro a 15 de outubro
Seg. a sex., das 9 às 18h
Fins de semana e feriados das 16 às 21h

A partir de 15 de setembro, a Oficina HQ apresenta a exposição ícones POP da Música Brasileira, em forma de caricaturas e ilustrações, na Galeria Xisto Bahia (subsolo da biblioteca Central, Barris, Salvador-BA).
Além da exposição física, haverá uma versão online que a Oficina HQ disponibilizará no site
http://www.oficinahq.com
a partir do dia 19 de setembro. Será produzido ainda, um catálogo digital em parceria com a Grioti livros digitais com lançamento para dezembro. Os interessados também poderão adquirir cartazes com caricaturas ou ilustrações dos seus artistas preferidos!
Trabalhos gráficos de cartunistas de várias partes do Brasil estão reunidos para homenagear os músicos brasileiros como Caetano Veloso, Nando Reis, Zé Ramalho e muitos outros.
A exposição coletiva é formada pelos artistas gráficos:

Abel Marcelino (BA)
Adalfan Filho (CE)
Alessandro Trindade (BA)
Amauri (BA)
Bira Dantas (SP)
Chris, The Red (DF)
Caó Cruz Alves (BA)
Davi Sales (BA)
Danilo Dias (BA)
Elton Carlos (BA)
Gabriel Torres (BA)
Isadora Sabar (BA)
Jamile Coelho (BA)
Luciano Araujo (RJ)
Marchini (SP)
Oliver Quinto (SP)
Olegário Gouveia (BA)
Uenderson (SP)
Zecarlos (SP)
Wal Alves (BA)
Wilton Bernardo (BA)


A Ação Cultural Oficina HQ, coordenada pelo artista plástico e empreendedor Wilton Bernardo, completa oito anos de realizações culturais voltadas para as artes gráficas em Salvador – a exposição Axé Comics-Mostra de humor com sotaque baiano(2010), exposição Ícones POP(2009), dezenas de oficinas de quadrinhos, mostra de filmes, mesas redondas além de disponibilizar um site com artes gráficas e informação gratuitamente. São atividades culturais diversas voltadas para todas as classes sociais, onde a partir de 2010, através de leis de incentivo, se privilegiam também, comunidades carentes de Salvador.
Todas as realizações foram possíveis, graças a parceiros e apoios importantes como: EBEC Escola de inglês, Aliança Francesa, Produtora Caco de Telha, SESC Aquidabã, Dona Matilde Matos e Claudine Toulier(2 grandes madrinhas da Oficina HQ), Fudação Cultural da Bahia, produtora Talyta Almeida(nos possibilitou levar oficinas de HQ para comunidades carentes), os professores Wilson Junior, Lucas Pimenta e Isadora Sabar e todos os ex-alunos da Oficina HQ. Gutemberg Cruz, Cedraz, Flávio Luiz, Luis Augusto, Hector Salas, muito obrigado. Obrigado aos veículos de comunicação que colaboraram sempre para que a comunidade soubesse de nossas realizações e pudessem usufriur, afinal, para quem é feito tudo, senão para a própria comunidade?

Maiores informações:
Wilton Bernardo
E-mail: oficinahq@hotmail.com
Site: www.oficinahq.com
Blog: www.oficinahq.wordpress.com

DIA 16/ 09 FESTA DO 23° HQMIX



DIA 16
SETEMBRO
SEXTA-FEIRA
19:30

Teatro do SESC Pompeia
Rua Clélia n°93 – Lapa – São Paulo/SP
Entrada gratuita
(retirar convite na portaria uma hora antes do evento)

Organizacao:
ACB- Associação dos Cartunistas do Brasil
IMAG- Instituto do Memorial de Artes Gráficas do Brasil

HOMENAGEM AO CARTUNISTA GLAUCO
NO 23° TROFÉU HQMIX
Votação nacional é considerada o “Oscar dos Quadrinhos no Brasil”
Organizado pela Associação dos Cartunistas do Brasil –ACB e do Instituto Memorial de Artes Gráficas do Brasil – IMAG, o Troféu 23ºHQMIX, traz os melhores profissionais e lançamentos dos quadrinhos e humor gráfico, de 2010, votados por desenhistas, professores, pesquisadores e jornalistas, da área, em todo o Brasil.

A cada ano a estatueta do troféu é modificada homenageando um grande personagem dos quadrinhos e humor gráfico brasileiro. Nesse ano o artista plástico Olintho Tahara esculpiu o personagem GERALDÃO do cartunista Glauco que faleceu prematuramente em março do ano passado. A Folha de São Paulo, onde Glauco publicava suas tiras e charges, reimprimiu o encarte “Gibi do Glauco” para distribuir gratuitamente para quem for ao evento.

Nesse ano haverá ainda outras novidades: também será distribuído o jornal HQMIX com informações sobre os premiados e homenageados. E uma coleção de 20 cards de desenhistas brasileiros ao estilo dos cards de basquete americanos. A idéia é iniciar uma coleção que será acrescida de mais 20 nomes a cada edição anual do HQMIX. A distribuição será apenas no local para quem assistir ao evento por ter uma quantidade finita.

A revista BRASILEIROS transmitirá ao vivo em seu site
http://www.revistabrasileiros.com.br

O documentário “Angelí 24 Horas”, da diretora carioca Beth Formaggini, será exibido às 19h30 no auditório do SESC Pompéia. Logo depois sobem ao palco os cerca de 44 agraciados com o “Geraldão” para os destaques de 2010.
Outra presença importante é da cartunista Ana Von Rebeur, presidente da FECO –Argentina. A FECO é a Federação Internacional de Cartunistas que luta pelos direitos e divulgação dos artistas do traço no mundo. Na ocasião será fundada a FECO – Brasil com a Dra. Sonia Bibe Luyten como presidente. Um acordo Brasil, argentina, Uruguai e Paraguai está a caminho por essa iniciativa.

7 de set de 2011

RAFAEL GANHA SICAF, QUE MOSTRA ARTE DE BRASILEIROS

Global Cartoon & Comics Exhibition SICAF.
Podemos ter uma tênue imagem do tamanho da organização dos coreanos, quando se trata de Quadrinhos, Cartuns ou Animação: MUITO INVESTIMENTO!





10 BRAZILIAN CARTOONISTS PARALLEL EXHIBITION
Essa exposição paralela mostrou um pouco do Quadrinho e Caricatura de países como Franca, Espanha, Serbia, Inglaterra, Italia, Brazil e Africa. Foram 80 trabalhos de 41 artistas neste Festival de Cartuns e Desenhos animados em Seoul, na Coreia do Sul.
http://impulsohq.com/noticias/sicaf-quer-mais-cartuns-brasileiros-no-festival-coreano.
Os 10 brasileiros convidados:
Bira Dantas
http://lambiek.net/artists/d/dantas_bira.htm
Dalcio Machado
http://dalciomachado.blogspot.com
Paffaro
http://paffaroartes.blogspot.com
Santiago (ganhou Yumiury Shinbum com esse cartum)
http://2.bp.blogspot.com/_xNxrHoLfu6A/R7sTgJ2oJII/AAAAAAAAAnI/ecRzU4VPlkQ/s1600-h/2008-07seg-cartum-santiago.jpg
Nei Lima
http://caricarte.blogspot.com
Quinho
http://quinhoilustrador.blogspot.com
Stegun (confirmed)
http://www.stegun.com.br
Novaes
http://novacharges.wordpress.com
Mano Head
http://www.manohead.com
Vetillo
http://vetillobrothers.blogspot.com

CONTATO COM JIN WOO CHOI
Recebi esta mensagem do gerente do Depto de Cartum Digital do SICAF, antes de viajar para seu pais:
"Dear Bira
Hello
I’m jin woo Choi at SICAF as a manager in Int’l Digital Cartoon dept.
Are you going to visit korea during BICOF, so if time permits, I’d like to meet you at BICOF.
Cause I am living in Bucheon City and I will be working for other animation festival office in Komacon Building from Sep.
Hope to meet you at there.
Thanks
Regards"
O tempo permitiu, e na véspera de voltar ao Brasil de Bucheon, recebi sua gentil visita com catálogos e DVDs do SICAF.


Alem disso, Choi me passou um CD com as fotos do evento:






O CATALOGO
Foi produzido um belo catalogo com quase 300 paginas, infelizmente em baixa tiragem, o que impossibilitou que o SICAF o enviasse a todos os participantes. Mas aqui podemos ver algumas paginas e o destaque da caricatura do ex-ministro da Cultura Gilberto Gil, nas pinceladas do mestre Eduardo Vetillo.






RAFAEL CORREA GANHA EM VOTACAO ON-LINE
Parabens a Stegun, Eduardo Vetillo, Paffaro, Nei Lima, Novaes, Quinho, Santiago, Mano Head e Dalcio, que participaram enviando seus trabalhos e abrilhantando esse festival do outro lado do mundo.
Parabens também a Carriero, Wilson MR, Monico Reis, Daniel ET, Alves e Paulo Volmar Mattos Vilanova
que enviaram trabalhos para o Festival, se classificaram em WEB-CARTOON E DIGITAL ILLUSTRATION e concorreram na votação on-line.

MAS mais parabéns ainda ao Rafael Bittencourt Correa que GANHOU a votação on-line.
http://rafaelcartum.blogspot.com
http://www.fotolog.com.br/carrieroart/
http://williammrsai.blogspot.com/2011/06/sicaf-2011-finalista.html
http://monicoreis.blogspot.com/2011/06/finalista-no-sicaf-2011.html
http://www.fotolog.com.br/etedesenhos/63110959
http://quilombomoderno.blogspot.com/2011/06/pendurado.html
http://www.irancartoon.com/100/terrorism%20Contest/Paulo%20Volmar%20Mattos%20Vilanova/index1.htm

SICAF
Para mais informações, acesse o site:
http://sicaf-idcc.org/

PISAF
E fiquem atentos para a proxima competição:
http://www.pisaf.or.kr/office/e/c_appli/pisaf_info.asp
Puchon International Student Animation Festival (PISAF) is organized by PISAF Organizing Committee and authorized by Korean Society of Cartoon and Animation Studies.
PISAF2010 will be held from November 5-9, 2010 in Bucheon, Korea.
The official languages of PISAF2010 are Korean and English. All films must use scripts, narrations and/or subtitles in either language. English language films must attach Post Production Script in English. Non-English language films must be subtitled in English by applicants themselves, at their own expense.
All applicants must have been enrolled in a college, university, or graduate-level institution at the time of production. Computers, films and/or other media in the frame-by-frame method are qualified for submission. The films must have been completed after November 2008, and must not have been submitted to previous PISAF.

3 de set de 2011

Exposição "Campinas em Cartuns" no Centro de Convenções IBE-FGV






(Bira Dantas)
Essa exposição só foi possível graças ao empenho do Ricardo Quintana -e Escola de Arte Pandora- que idealizou, montou, bancou, tratou imagens digitalmente e fez a expo acontecer.
Quero agradecer a amizade do Ricardo que realmente fez com que esses meus cartuns saíssem das páginas do Meu Jornal Campinas e das páginas da internet e ganhasse a cidade de Campinas, passando pelo CIS Guanabara (Festival do Café), Shopping Campinas, Centro Cultural da Lagoa do Taquaral e agora, FGV.
Valeu, Ricardão, sem você nada disso teria sido possível!

BLOG DA PANDORA
(Camila)
http://www.pandora.art.br/blog/2011/08/exposicao-campinas-em-cartuns-no-centro-de-convencoes-ibe/
"A exposição Campinas em Cartuns, que foi um sucesso em 2010 está de volta a partir de amanhã (01/09), desta vez, no Centro de Convenções IBE.
Os cartuns foram desenhados por ninguém menos que Bira Dantas e começaram a partir de uma sugestão do jornalista João Antonio Buher, que como pesquisador da história da caricatura percebeu que os cartunistas não desenhavam a cidade de Campinas. Então, Bira agarrou a ideia e foi o pioneiro a desenhar as ruas da cidade, passando pelo bairro do Cambuí, do Centro, pelos Estádios Moises Lucareli e Brinco de Ouro, entre outros lugares populares de Campinas."

A exposição fica no IBE até 15 de setembro, das 08h às 18h e é aberta ao público.
Rua José Paulino , 1.369 - Centro Campinas - SP

ZIRALDO HOSTILIZADO NA BIENAL DO RIO
Escritor se envolveu em discussão com estudantes que protestavam.
http://g1.globo.com/bienal-do-livro/rio/2011/noticia/2011/09/me-senti-hostilizado-diz-ziraldo-sobre-confusao-na-bienal-do-livro.html
Ziraldo participou da cerimônia de abertura da feira, com Dilma Rousseff.
(Carla Meneghini)
Do G1 RJ
"Poucas horas após se envolver em uma confusão com estudantes que faziam protesto na Bienal do Livro, na tarde desta quinta-feira (1º), o escritor Ziraldo falou ao G1 sobre o ocorrido. Segundo manifestantes, o autor teria se exaltado e xingado participantes do movimento depois que foi cercado e criticado por jovens que protestavam.
“Me senti hostilizado”, diz Ziraldo. “Eu sou um escritor, fui levar um presente para a presidente Dilma, estava no meu direito”, conta o autor, que no momento da confusão entrava na cerimônia de abertura do evento, com a presença da presidente.
“Quando tentei entrar no auditório, um menino me disse: ‘não entra’. E me cercaram. Eu disse a eles que poderia até ser o mensageiro deles, poderia levar uma mensagem à presidente, mas eles gritavam, não queriam conversa, queriam exercer poder.”
Em seguida, o autor do “Menino maluquinho” teria reagido. “Um deles começou a me ofender, e eu disse a ele: ‘deixa de ser babaca, rapaz’. E ele continuou, disse que eu deveria respeitar os estudantes. E eu disse: ‘vocês têm que me respeitar’”, conta Ziraldo.
Ziraldo diz que ficou “chateado”, porque tem um histórico de militância política. “Será que eles não entendem que eu sou da turma deles? Já protestei, já lutei muito”, afirma.
A manifestação tinha como integrantes alunos e professores da rede federal de ensino que pedem mais investimentos na educação e melhorias salariais."

GIBITECA
Mascotes de Londres-2012 estreiam em história em quadrinhos
Quadrinhos ganham espaço com nova Quadreca
Trabalho em Congresso: Tirinhas de Humor a imagem do profissional Bibliotecário nas histórias em quadrinhos
Prof. Natania Nogueira
natania.nogueira2010@gmail.com
http://www.gibitecacom.blogspot.com
http://www.historiadoensino.blogspot.com

OS ARQUIVOS INCRIVEIS DE JOAO ANTONIO


Para receber as imagens que Joao Antonio coleciona, envie e-mail para:
jabuhrer.almeida@gmail.com
Para ver as cerca de 100 postagens sobre Quadrinhos, Cartuns e Caricaturas na sua coluna do site Bigorna, acesse:
http://www.bigorna.net/index.php?secao=arquivosincriveis

SESC EXPOSIÇÃO SOBRE ILUSTRAÇÃO DE LIVROS e Jô FEVEREIRO ilustra obra de FRANCISCO MARINS

"Quem acompanha estes arquivos sabe muito bem o apreço que eles tem ao livro ilustrado, ao bom livro ilustrado. Pois o SESC SP está fazendo uma reflexão sobre o assunto, com exposições e palestras. Um dos curadores é o importante ilustrador ODILON, que trouxe muita vitalidade a esta área. Mostro-lhes algumas páginas da revista do Sesc, deste mês, que justamente aborda o assunto. E para completar este email, apresento-lhes um livro de FRANCISCO MARINS, ilustrado por Jô FEVEREIRO. Desde as primeiras edições os livros de Marins eram ilustrados magnificamente por OSWALDO STORNI, mas ocorrer que ele já morreu, e depois disto saíram novas obras de Marins. Suceder Storni não é tarefa fácil, e Jô se deu muito bem. Fez um belo trabalho.

O BALÃO 6

Revista de quadrinhos underground brasileira, inicio década 1970.
Hoje os caras são consagrados, naquela época...

NEILA TAVARES

Escreve sobre ROBERTO RODRIGUES e e' editada por LAPI.
Em 1973 o ROBERTO RODRIGUES ainda era tido como "marginal", tanto é que a editora underground do LAPI o trouxe para as novas gerações. Eu incluso. Minha musa NEILA TAVARES, alem de musa, ainda tinha tempo pra pesquisar . Escrevia bem para cachorro. Por onde anda Neila? Para quem não sabe o desenhista ROBERTO RODRIGUES, para situa-los é irmão do Nelson Rodrigues. Mais detalhes no livro biográfico de Ruy Castro O Anjo Pornográfico.

O BANDO 2

Uma revista intersemiótica, ou as chamadas revistas de invenção.
Um tipo de revista independente, envolvendo muitas linguagens artísticas:quadrinhos , poesia, fotografia, e aprontos. Alguns , como ZUCA SARDANA, fazem um mix de quadrinhos com poesia.Calculo que a revista seja do inicio dos anos 1980, ali por 1981/1982.

JORNAL SOMA

Jornal tablóide de contracultura, hippie e ou alternativo.
O jornal SOMA , segundo numero, não traz data mas eu calculo que seja de 1973. Um dos editores é SERGIO MACEDO, que depois iria fazer carreira nos quadrinhos. Começou aqui em o Grilo e depois publicou na Europa.Ele foi o diretor de arte do SOMA. Notem que entre os colaboradores aparecem os nomes de Alex Vallauri (pioneiro do grafite no país) e Ignacio de Loyola Brandão.

AVENTURA E FICÇÃO

Tentativa da Abril de fazer um belo gibi adulto no Brasil.
Interessante iniciativa de uma grande editora de publicar uma revista de quadrinhos sofisticada e adulta, coisa rara aqui no Brasil, nos moldes de Metal Hurlant e congêneres.
Destaquei aqui duas HQs, uma de Salvador de apenas três páginas e outra de Manoel Victor Filho; um veterano que na época atualizou seu desenho. Passados tantos anos não sei dizer se o mestre continua na ativa ou está aposentado.

STORNI

Ilustrador da Melhoramentos e dos livros de FRANCISCO MARINS.
Enquanto estava vivo STORNI era o grande ilustrador dos livros da Melhoramentos, e mais precisamente dos escritos por FRANCISCO MARINS. Aqui verão as ilustrações de três clássicos do Marins, ainda naquelas edições antigonas, de capa dura e tudo.

NEO QUADRINHOS

Quadrinhos psiquicos na revista ESTÓRIAS ADULTAS, Edrel, em 1972.
Eu desconfio que esta experiencia, de fazer quadrinhos meio em tom de poesia, com outra diagramação, menos balão, e explorando o psiquismo, é do quadrinhista CLAUDIO SETO. Já explorando um pouco do mangá e do Guido Crepaz e sua Valentina.

2001

Revista de contracultura de PAULO COELHO. Uma bela revista diga-se de passagem...



REVISTA ILUSTRAR

Dia 1 é dia de Ilustrar! E setembro é aniversário da revista, completando quatro anos.
Quatro anos de muita ilustração, arte, entrevistas, descobertas, confidências, viagens, ilustradores, artistas e amigos. Quatro anos crescendo juntos, fazendo da vida algo mais alegre, inteligente e colorido.
Para comemorar os quatro anos temos nesta edição a presença de Ariel Fajtlowicz com seu divertido trabalho na seção Portfolio; Eduardo Belga com um trabalho belíssimo e sombrio na seção Sketchbook; Mike Deodato Jr., um dos mais importantes desenhistas da Marvel, mostrando como se prepara uma capa para o New Avengers; e Victor Leguy na seção 15 Perguntas, contando suas experiências, em especial depois que estudou com o professor escocês especializado em processos criativos, Charles Watson.
Temos também na seção Internacional o ilustrador repórter Matthew Cook, contando sua impressionante experiência nas guerras do Iraque, Afeganistão, além de viagens por diversos países
E para fechar, a coluna de Renato Alarcão, falando com muito humor sobre os inúmeros encontros de ilustradores ocorrendo atualmente pelo Brasil.
Para fazer o download gratuito basta acessarem o site oficial:
http://www.revistailustrar.com
http://www.ricardoantunes.com
http://www.guiadoilustrador.com.br
Twitter: @revistailustrar

1 de set de 2011

Lançamento: REVISTA 1000 PALAVRAS

RELEASE – REVISTA 1000 PALAVRAS
Tiras sem desenho, feitas apenas com quadros, balões, texto e cores. A revista 1000 PALAVRAS – TIRAS 100 DESENHO compila as melhores dentre as primeiras mil publicações de Marcelo Saravá, escolhidas pelos leitores do site www.marcelosarava.com.br
São duzentas tiras sem personagens fixos. Os temas incluem política, religião, casamento, arte e sexo, com abordagens ora cômicas, ora dramáticas. A ausência de desenhos faz o leitor se perguntar se certos diálogos são dos personagens ou do próprio autor, que de fato mistura invencionices com passagens de sua vida. Algumas séries fixas estão presentes, como Centro de Valorização da Morte, Famosas Últimas Palavras e Como Estragar uma Piada.
  




 A revista é colorida, 60 páginas, 
formato 15x21cm, papel couché 90g e 
capa couché 170g. Publicada de 
forma independente pelo autor, 
1000 PALAVRAS tem o selo 
do coletivo de quadrinhos 
Quarto Mundo.








Marcelo Saravá preparou um pacote de novidades: Durante todo o mês de setembro seu site terá DUAS TIRAS DIÁRIAS. No dia do lançamento da revista, o trailer do primeiro curta do autor, NUA E CRUA, estará disponível na rede. Na mesma data, estreará um novo blog, parceria com o desenhista Marco Oliveira.
O lançamento será sábado, dia 10 de setembro, a partir das 20:00, na Livraria HQ MIX (Praça Franklin Roosevelt, 142, Centro, São Paulo – SP. Fone: 3259-1528).
APOIO: Juizforana Gráfica e Editora e Comix Book Shop.
SOBRE O AUTOR:

Marcelo Saravá escreve textos para cinema, TV, teatro e quadrinhos.
Contato: marcelosarava@terra.com.br
Twitter: @marcelosarava